Projeto Orion

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Projeto Orion foi um estudo para desenvolver uma espaçonave cuja propulsão fosse através da energia de explosões de diversas bombas atômicas.

Um documento de 1955 dos Los Alamos Laboratory declara (sem oferecer referências) que as propostas gerais foram feitas pela primeira vez por Stanislaw Ulam em 1946, e que os cálculos preliminares foram feitas por F. Reines e Ulam em um memorando de Los Alamos datado de 1947.[1]

Funcionamento[editar | editar código-fonte]

A nave espacial Orion - componentes-chave.[2]

A unidade de pulso nuclear da Orion combina uma velocidade de escape muito elevada, de 19 a 31 km/s em desenhos típicos interplanetárias, com meganewton s de empuxo.[3]

Referências

  1. Everett, C.J.; Ulam S.M. On a Method of Propulsion of Projectiles by Means of External Nuclear Explosions. Part I. University of California, Los Alamos Scientific Laboratory, August 1955. See p. 5 [1] Archived
  2. Nuclear Pulse Space Vehicle Study Vol IV – Conceptual Vehicle Designs and Operational Systems, Fig 2.1, pp 4., NASA
  3. Ross, F.W. – Propulsive System Specific Impulse. General Atomics GAMD-1293 8 Feb. 1960

Ver também[editar | editar código-fonte]