Projeto Mais Música

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Projeto Mais Música - RS
Informação geral
Nome completo Projeto Mais Música RS
Nascimento 2008
Origem Caxias do Sul
País Brasil
Gênero(s) Instrumental, Erudita, Ópera
Período em atividade De 2008- Atualmente
Página oficial musicalasallecaxias.blogspot.com

Projeto de Música La Salle Caxias criado em 2008 é uma iniciativa sociocultural da Rede La Salle, em parceria com a Associação de Pais e Mestres e Faculdades Anglo Americano/IDEAU [1] (Esta última a partir do ano de 2013) que oferece, gratuitamente, atividades de prática de instrumento, orquestra e canto coral para mais de 400 pessoas entre crianças a partir de 11 anos, jovens e adultos da comunidade de Caxias do Sul e municípios da região nordeste do Rio Grande do Sul (Bento Gonçalves, Farroupilha, Flores da Cunha e Garibaldi). [2] O projeto é dividido atualmente em 4 orquestras: Orquestra Sinfônica La Salle - OSLA, Orquestra Sinfônica Jovem de Caxias do Sul - OSCA Jovem, Orquestra Jovem do Programa Florescer e Orquestra Jovem da Fundação Marcopolo, e dois coros: Coro da Faculdade IDEAU e Coro Florescer.

Histórico[editar | editar código-fonte]

O projeto busca fazer da música um instrumento de educação, sociabilidade e construção da cidadania. Oferece gratuitamente para alunos de baixa renda atividades musicais de prática de instrumento, de orquestra e de canto coral. Até o momento, o projeto já beneficiou mais de 782 alunos, a partir de 11 anos de idade, sem limite de idade (crianças, jovens e adultos). São pessoas com ou sem conhecimento musical que são estimuladas a desenvolverem e aperfeiçoarem suas habilidades musicais, sempre respeitando-se o nível de cada um. Atualmente participam do Projeto 347 pessoas, das quais 100 são alunos de escolas públicas, 90 de escolas particulares e 157 são adultos.

O Projeto, que possui direção artística e coordenação pedagógica do maestro Ion Bressan, é subsidiado por pessoas físicas e empresas. Em 2012 venceu o 7º Prêmio SINEPE-RS de Responsabilidade Social na área de Desenvolvimento Cultural. "Os benefícios que o Projeto pode trazer às pessoas, sobretudo de baixa renda, é a oportunidade de desenvolverem, por meio da prática musical coletiva, habilidades e capacidades cognitivas, motoras e socioafetivas", explica a Coordenadora Geral do Projeto, Claudia Giovana Bressan.

Os alunos recebem formação musical completa, a ação engloba aulas semanais de teoria e instrumento, além de ensaios de naipe e orquestra. Com partes adaptadas especialmente para cada nível musical, com poucas semanas de iniciação já é possível participar dos ensaios da orquestra e criar um ciclo de estímulos, que aceleram o aprendizado. Os músicos professores tocam com os alunos e favorecem um resultado musical maior desde o início das atividades. As atividades funcionam a noite nas dependências do Colégio La Salle Caxias e à tarde e sábados pela manhã na Faculdade Anglo-Americano/ IDEAU.

Evolução Cronológica[editar | editar código-fonte]

2008[editar | editar código-fonte]

Nas dependências do Colégio La Salle Caxias tiveram início as atividades musicais do Projeto de Música. Foram implantadas as oficinas de instrumento: violino, flauta doce e percussão, realizadas nas sextas-feiras à noite. Criou-se a Orquestra La Salle Caxias, constituída pelos alunos de instrumento, com ensaios após as oficinas (das 19h às 21h), e o Coro Infanto-Juvenil La Salle Caxias, cujos ensaios aconteciam nas quintas-feiras (18h às 19h30min). No total, participaram do Projeto 39 alunos (26 do Colégio La Salle Caxias e 13 da comunidade). Foram realizadas 3 (três) apresentações ao todo, alcançando-se um público de, aproximandamente, 2.350 pessoas.

2009[editar | editar código-fonte]

Houve ampliação do número de alunos. Participaram do Projeto 61 alunos (28 do Colégio e 33 da comunidade). Continuou-se a oferecer as oficinas de instrumento (violino, flauta doce e percussão). A Orquestra La Salle Caxias e o Coro Infanto-Juvenil La Salle Caxias realizaram 1 (uma) apresentação na Casa da Cultura. Todas as atividades eram realizadas no Colégio La Salle Caxias, no turno da noite (quintas e sextas-feiras).

2010[editar | editar código-fonte]

Neste ano passaram a ser oferecidas também as oficinas de viola, violoncelo, contrabaixo, clarinete e trombone, além de violino, flauta doce e percussão. O número de alunos que participaram do Projeto aumentou de 61 para 100 (30 do Colégio e 72 da comunidade). As atividades continuaram a ser oferecidas nas quintas e sextas-feiras, no Colégio La Salle Caxias. Foi criado também o coro adulto, Coro La Salle Caxias. O Projeto criou um espetáculo de teatro e música, em parceria com o Grupo de Teatro Expressão La Salle Carmo, para homenagear o mais importante compositor brasileiro, Heitor Villa-Lobos. Foram realizadas 7 (sete) apresentações do Espetáculo, atingindo um público de 3 mil pessoas da comunidade caxiense e região.

2011[editar | editar código-fonte]

O Projeto expandiu suas atividades para mais de 210 alunos (40 do Colégio e 170 da comunidade). Foram oferecidas oficinas de quase todos os instrumentos de orquestra (cordas: violino, viola, violoncelo e contrabaixo; sopros: flauta transversal, clarinete, trompete, trompa, trombone e tuba; percussão). Os dias de atividades foram ampliados. As aulas ocorriam nas terças, quintas e sextas-feiras à noite, e sábados de manhã. Além da Orquestra La Salle Caxias, foram criadas mais duas orquestras: Orquestra Preparatória La Salle Caxias e a Orquestra de Câmara La Salle Caxias. Realizou-se o Grande Concerto Sinfônico, que reuniu quase 380 músicos (cantores e instrumentistas). Três coros de Caxias do Sul e a Orquestra de Metais da Banda Marcial do Colégio La Salle São João participaram desse concerto. Foram no total 6 concertos que reuniram um público de cerca de 5.500 pessoas da cidade e região.

2012[editar | editar código-fonte]

Neste ano participaram do Projeto cerca de 347 alunos (54 do Colégio e 293 da comunidade). As atividades aconteciam de terça a sexta-feira à noite e sábado de manhã. Além das orquestras criadas nos anos anteriores, constituiu-se a Orquestra Jovem La Salle Caxias, formada por 81 alunos de escolas públicas. A Orquestra La Salle Caxias passou a se chamar Orquestra Sinfônica La Salle - OSLA. Foram adquiridos mais instrumentos. Parte desses instrumentos era emprestada para os alunos de baixa renda para estudo em casa, e os demais permaneciam no Colégio para os alunos praticarem nas aulas ministradas nas oficinas. Mais de 100 alunos foram beneficiados com o empréstimo dos instrumentos do Projeto. Todos os alunos foram estimulados a adquirirem seu próprio instrumento, após um período de uso dos instrumentos do Projeto. Mais de 65% dos alunos possuíam instrumento próprio. Foram realizadas 10 apresentações, que alcançaram um público total de aproximadamente 7.450 pessoas. [3]

2013[editar | editar código-fonte]

No ano de 2013 foi firmada parceria entre o Colégio La Salle Caxias e as Faculdades Anglo-Americano/ IDEAU. A Orquestra Preparatória La Salle passou a se chamar Orquestra Preparatória Anglo-Americano. Ocorreram aulas de instrumento e teoria nas noites de terça e sexta-feira na escola, e nas manhãs de sábado na sede da faculdade. Dentre as apresentações destaca-se o Concerto Novos Caminhos, no qual a Orquestra Sinfônica La Salle - OSLA e coros convidados foram acompanhados pelo pianista e maestro João Carlos Martins. No total, ocorreram mais de 10 apresentações envolvendo orquestras e coros do projeto, alcançando um público superior a 15.000 pessoas.

Repertório[editar | editar código-fonte]

Atualmente o repertório das orquestras é constituído pelas seguintes músicas:

Repertório atual[editar | editar código-fonte]

Músicas que fizeram parte do repertório[editar | editar código-fonte]

Grupos Convidados[editar | editar código-fonte]

Participam também dos concertos e apresentações do projeto grupos musicais, coros e músicos convidados. Durante os anos de 2010 a 2012, mais de 15 grupos artísticos (teatro e música) se apresentaram nos concertos em parceria com o Projeto de Música La Salle Caxias, totalizando 411 artistas de Caxias do Sul, Porto Alegre, Bento Gonçalves e Garibaldi. Nesse item, há que se destacar a importante parceria estabelecida entre o Projeto de Música La Salle Caxias e a Orquestra de Metais da Banda Marcial do Colégio São João, instituições co-irmãs, pertencentes à Rede La Salle de Ensino. Em 2013, no Grande Concerto Sinfônico de Páscoa, houve a participação do tenor Dirceu Pastori e do cantor Rafael Gubert. [4]

O novo Projeto de Música La Salle Caxias[editar | editar código-fonte]

No começo do ano de 2013, os participantes foram convidados a escolher um novo nome para o projeto, que passaria por uma nova fase, tendo assim os alunos um maior desenvolvimento técnico. O então Projeto de Música La Salle Caxias passou a se chamar Projeto Mais Música - RS. Essa mudança acarretou na criação de uma nova orquestra, a Orquestra Sinfônica Jovem de Caxias do Sul - OSCA Jovem, que substituiu as Orquestras: Jovem, de Câmara e a Preparatória Anglo-Americano. Além desta, segue em atividade a Orquestra Sinfônica La Salle - OSLA.

Equipe[editar | editar código-fonte]

  • Coordenadora Geral: Claudia Giovana Bressan
  • Coordenador Pedagógico e Regente Titular: Ion Bressan
  • Regentes Auxiliares: Mauro Marcelo Verza, Pablo Trindade, Federico Trindade e Luiz Carlos Zeni Jr.
  • Regentes de Coros: Federico Trindade e Maristela Carneiro
  • Professores de Violino: Carlos Zinani e Rodrigo Maciel
  • Professor de Viola: Emerson Aguiar
  • Professor de Violoncelo: Fábio Ricardo Chagas
  • Professores de Contrabaixo: André Henz e Felipe Valente
  • Professor de Flauta Transversal: Luis Carlos Zeni Jr.
  • Professor de Clarinete: Elisier Palhano Leme
  • Professores de Metais: Mauro Marcelo Verza e Antonio Roberto de Jesus Filho
  • Professor de Percussão: Edemur Pereira
  • Professores de Teoria e Prática Musical: Federico Trindade e Reginaldo Devens Araldi
  • Secretária: Carla Arrosi
  • Arquivista: Caroline Marini de Oliveira

Referências[editar | editar código-fonte]

Links Externos[editar | editar código-fonte]