Projota

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Projota
Projota em 2011.
Informação geral
Nome completo José Tiago Sabino Pereira
Nascimento 11 de abril de 1986 (28 anos)
Origem São Paulo, SP
País  Brasil
Gênero(s) Rap, hip hop
Ocupação(ões) Rapper, compositor, produtor
Instrumento(s) Vocal, sampler, violão
Período em atividade 2006 - atualmente
Gravadora(s) Independente
Afiliação(ões) Pentágono, MC Rashid, Emicida, Realidade Cruel, MC Marechal

José Tiago Sabino Pereira (São Paulo, 11 de Abril de 1986), mais conhecido pelo nome artístico Projota é um rapper, compositor e produtor musical brasileiro. Projota começou a ganhar notoriedade nas batalhas de MCs, onde venceu quatro vezes a batalha da Santa Cruz e três vezes a Rinha dos MCs. Como produtor musical Projota produz em geral para seus trabalhos e para amigos.[1] Em sua estréia Projota lançou um EP intitulado de Carta Aos Meus em 2009, seu segundo trabalho foi a mixtape Projeção lançada em 2010, o seu terceiro trabalho foi o segundo EP de sua carreira Projeção pra Elas lançado em 2011.[2] . Seu último trabalho foi a mixtape Muita Luz.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Adolescência[editar | editar código-fonte]

Projota começou a ser cantor aos 12 anos.[3] Foi influenciado pelo seu tio que era o mais chaloso da historia. Além disto, recebeu forte influência da sua tia Giulia Locatelli, que era predominante onde cresceu[4] . Seu primeiro nome artístico foi JT, mas como existiam muitos com tal pseudônimo, resolveu mudar para Projota. O nome Projota é a junção de "pro" = profissionalismo e "Jota", inicial do seu primeiro nome. Projota entrou definitivamente na cena do rap brasileiro aos 16 anos, quando assistiu ao videoclipe da música "Só Deus Pode me Julgar", do rapper carioca MV Bill. Durante sua adolescência, Projota fez parte de dois grupos de pouca expressão.[3] Um deles, "O Dom da Rima" era formado junto com seu amigo Rashid, onde Projota era conhecido por "Jotatê" e Rashid por "Moska".[4]

Carreira musical[editar | editar código-fonte]

Em 2006, Projota ingressou pela primeira vez em uma batalha de MC. Conseguiu vencer por quatro vezes a Batalha do Santa Cruz, três a Rinha dos MCs e chegou à final da Liga dos MCs de 2007, o evento mais tradicional do estilo no país.[3] [5] Paralelamente a carreira de duelador, Projota trabalhava com A.G. Soares, do Pentágono, um consagrado produtor musical.[3] O rapper fez uma participação no documentário Freestyle: Um Estilo de Vida, onde deu uma entrevista. Entre as principais músicas gravadas por Projota entre 2006 e 2008 estão "O Poeta", "Ela" e "Avoadão". No ano de 2008, Projota lançou a música e o videoclipe de "Acabou", que rapidamente adquiriu alta popularidade no YouTube alcançando número superior a 400.000 visualizações em dois anos. Em 2008, ele iniciou a gravação das músicas do seu primeiro EP, que foi lançado em novembro de 2009 sob o título Carta aos Meus. As faixas destacadas do disco são "Rato de quermesse", "O rap em ação" e "Véia", esta última onde ele faz uma referência a sua mãe, que faleceu quando o mesmo tinha 7 anos de idade. Foi feito sem a participação de outro rapper, mas com algumas faixas produzidas por A.G. Soares e DJ Caíque e pelo próprio Projota.[6]

No início de 2010, em parceria com DJ Caíque, Projota lançou na internet um novo som, chamado "Pelo Amor", que alcançou o primeiro lugar no MySpace Brasil. Em setembro de 2010, foi terminado o processo de gravação da sua mixtape, intitulada Projeção. Com 19 faixas, ela traz algumas das músicas de "Carta aos Meus", outras faixas já conhecidas e inéditas. Entre as inéditas, se destacam: "Projeção", "Samurai" e "Chuva de Novembro".[7] Com o lançamento do web vídeo "Muleque Doido" no final de 2010, Projota anunciou para o início de 2011 o lançamento de um novo EP, chamado Projeção pra Elas, com faixas românticas. "Muleque Doido" atingiu o topo dos trending topics do twitter brasileiro.[8] Projeção pra Elas foi lançado em 10 de fevereiro de 2011, com nove (9) faixas, entre inéditas e conhecidas como "Guerreira" e a já citada "Muleque Doido".[9] No mês de junho, Projota lançou o seu DVD Realizando Sonhos, que foi gravado no Master Hall, em Curitiba, Paraná, no dia 27 de novembro de 2011. O disco contém 20 faixas e ajudou a Projota a se aclamar na mídia como um dos principais representantes da nova escola do rap.[10] . O mais recente Muita Luz é o quinto trabalho do cantor/MC Projota no formato de mixtape sob gravação independente. A mixtape foi lançado em 11 de Abril de 2013. Contém 19 faixas, com participações especiais de diversos artistas e produtores, entre eles Filipe Ret, Drik Barbosa, André Maini, Marlos Vinicius, Skeeter, Laudz, Zap San e DJ Caíque.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio
EPs
Álbuns Ao Vivo

Videografia[editar | editar código-fonte]

  • Muleque Doido (2010)
  • 64 Linhas (2011)
  • Vale a Pena (2012)
  • Muita Luz (2013)
  • Foco na Missão (2013)
  • Mulher (2014)

Referências

  1. TramaVirtual - A sua comunidade brasileira de música. tramavirtual.uol.com.br. Página visitada em 17 de Julho de 2010.
  2. Blog do Edmilsonm. http://blogdoedmilsonm.blogspot.com.+Página visitada em 22 de Abril de 2011.
  3. a b c d Projota. www.projota.com.br. Página visitada em 11 de Janeiro de 2011.
  4. a b ENTREVISTA: Projota « BLOG – efieme.com.br. www.efieme.com.br. Página visitada em 11 de Janeiro de 2011.
  5. Liga dos MCs escolhe melhor rapper no Circo Voador - O Globo Online. oglobo.globo.com. Página visitada em 11 de Janeiro de 2011.
  6. Central Hip-Hop - 2011 - Bocada Forte - Nós Trabalhamos Pelo Hip-Hop Brasileiro. centralhiphop.uol.com.br. Página visitada em 11 de Janeiro de 2011.
  7. Projota lança a mixtape Projeção . www.rapnacional.com.br. Página visitada em 11 de Janeiro de 2011.
  8. Projota – Muleke Doido (Part. André Maini). www.loverap.com.br. Página visitada em 11 de Janeiro de 2011.
  9. Lançamento: Projota – EP – Projeção Pra Elas. www.loverap.com.br. Página visitada em 15 de fevereiro de 2011.
  10. DVD do Projota: Realizando Sonhos e fazendo história!. Portal Vai Ser Rimando. Página visitada em 19 de junho de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]