Prolegómenos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde novembro de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Prolegômeno ou prolegómeno (prolegômena plural, prolegomenon - singular) é um termo literário derivado de um particípio grego que significa “as coisas que são ditas antes”. O termo prolegômeno tem sido usado como introdução (ou prefácio) a um estudo mais particular de qualquer ciência. É uma espécie de estudo preparatório para que se possa compreender melhor o assunto numa exploração posterior.

A finalidade do prolegômeno não é chegar à conclusão de um assunto, mas determinar quais são os pressupostos básicos que vão determinar a conclusão de um estudo.

Numa interpretação mais ampla e geral, prolegômeno é a base da ciência e da cultura: O objeto, os objetivos e a natureza da ciência e da cultura são elementos do prolegómeno como também a produção literária e a reprodução dos pensamentos e das ideias. A utilização de ferramentas da sabedoria, como a análise, a classificação e a sistematização fazem parte do prolegômeno.

Teologia cristã[editar | editar código-fonte]

No Cristianismo, os prolegômenos (ou teologia fundamental) estuda e introduz os princípios primários, básicos e fundamentais de toda a Teologia cristã.

Ícone de esboço Este artigo sobre literatura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.