Propércio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde julho de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Auguste Jean Baptiste Vinchon, Propertius and Cynthia at Tivoli

Sextus Aurelius Propertius (43 a.C.17) foi um poeta elegíaco e mitógrafo romano nascido em Assis, Úmbria, Itália, representante da antiga escola de Calímaco e o mais característico da poesia elegíaca latina.

Filho de pais ricos, porém órfão paterno quando ainda era menino, recebeu da mãe uma boa educação. Mudou-se para Roma com a mãe (34 a. C.) e sem interesse pela vida administrativa ou a política, escolheu dedicar-se à poesia. Escreveu quatro livros de Elegias. O primeiro deles a ser publicado foi Cíntia, também conhecido como Monobiblos (28 a.C.). Essencialmente uma temática amorosa, teve tamanho sucesso que lhe possibilitou ingressar no círculo de Mecenas, do qual faziam parte Virgílio e Horácio. Esses dois poetas constituíram a principal influência da sua arte. No livro IV, publicação póstuma (16 a. C.), descrevia sobre lendas das fundações das cidades e a instituição dos ritos romanos. Pela riqueza estilística e hábil síntese de motivos estéticos, psicológicos e filosóficos, as elegias do livro quarto, são consideradas o ápice do gênero na poesia romana. Seus versos, muito traduzidos no Renascimento, inspiraram as Römische Elegien (Elegias romanas) de Goethe. Morreu em Roma e, apesar de sua linguagem vaga e obscura, poucos autores romanos são comparados a ele pelo seu poder de imaginação, força e calor erótico.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]