Prospecção geofísica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde agosto de 2014).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

A prospecção geofísica consiste num conjunto de trabalhos que inclui medidas dos campos físicos ou das variações na propagação de ondas até o estudo da relação das medidas obtidas com as feições subsuperficiais. Na íntegra, o conjunto de trabalhos envolve: estudos geofísicos ditos preliminares, a preparação da área, as medidas propriamente ditas, a apresentação das medidas, o tratamento das mesmas e, finalmente, a interpretação do que foi medido, que corresponde à obtenção de informação sobre a subsuperfície.

A prospecção geofísica não é um trabalho realizado isoladamente, mas faz parte de uma sequência de trabalhos de reconhecimento, detalhamento e avaliação (ou cubagem) de uma área cujo fim é, em geral, a exploração de depósitos minerais de valor econômico até profundidades que chegam a cinco quilômetros, como é o caso da prospecção de petróleo. Por isso mesmo, a prospecção geofísica é também chamada de exploração geofísica. [1]

Nota: exploração tem, contudo, estrita ligação com os trabalhos realizados após a descoberta de uma jazida através de atividades conhecidas como de prospecção.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Geologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.