Proteína ligante de cálcio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Proteína ligante de cálcio são proteinas que participam em vias de sinalização celular em que ocorre a ligação a Ca2+.

A mais comum proteína deste tipo, existente em todos os organismos eucarióticos, é a calmodulina.

O armazenamento intra-celular e a libertação de Ca2+ do retículo sarcoplasmático é associado à alta capacidade, baixa afinidade, da proteína ligante de cálcio, calsequestrina.[1]

Com a sua função na transdução de sinal, estas proteínas contribuem para muitos aspectos do funcinamento celular, desde a homeostase, à aprendizagem e memória.

Por exemplo, a caexcitina específica dos neurónio, tem em efeito excitatório nestas estruturas, e interage com proteínas que controlam o estado de disparo dos neurónios, como o canal de potássio dependente de voltagem.[2]

Referências

  1. Siegel, George (Ed.). Basic neurochemistry : molecular, cellular and medical aspects. Lippincott Williams and Wilkins / 1999 ISBN 0-397-51820-X
  2. Nelson T, Cavallaro S, Yi C, McPhie D, Schreurs B, Gusev P, Favit A, Zohar O, Kim J, Beushausen S, Ascoli G, Olds J, Neve R, Alkon D. (1996). "Calexcitin: a signaling protein that binds calcium and GTP, inhibits potassium channels, and enhances membrane excitability". PNAS 93 (24): 13808–13. DOI:10.1073/pnas.93.24.13808. PMID 8943017.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]