Prova de Amor

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde dezembro de 2011).
Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
NoFonti.svg
Este artigo ou secção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde outubro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Prova de Amor
Proof of Love (Título Internacional)[1]
Prueba de amor (ES)

Informação geral
Formato Telenovela
Duração 60 min. aproximadamente
Criador(es) Tiago Santiago
País de origem  Brasil
Idioma original Português
Produção
Elenco Lavínia Vlasak
Marcelo Serrado
Leonardo Vieira
Vanessa Gerbelli
Patrícia França
Bianca Rinaldi
Heitor Martinez
André Di Mauro
Pedro Malta
Nanda Ziegler e grande elenco
Tema de abertura "O Barquinho" (Karla Sabah)
Transmissão original 24 de outubro de 200517 de julho de 2006
N.º de episódios 229
Cronologia
Último
Último
Essas Mulheres
Bicho do Mato
Próximo
Próximo

Prova de Amor foi uma telenovela brasileira produzida pela Rede Record e exibida originalmente entre 24 de outubro de 2005 a 17 de julho de 2006, em 229 capítulos, sucedendo Essas Mulheres e antecedendo Bicho do Mato.

Foi escrita por Tiago Santiago, com a colaboração de Altenir Silva, Luiz Carlos Maciel, Anamaria Nunes e Maria Cláudia Oliveira e direção geral de Alexandre Avancini.

Lavínia Vlasak, Marcelo Serrado, Patrícia França, Bianca Rinaldi, Heitor Martinez, Júlia Maggessi, Jorge Pontual, Pedro Malta, Vanessa Gerbelli e Leonardo Vieira interpretam os papéis principais.

Foi reprisada entre 4 de agosto de 2008 e 15 de maio de 2009.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Daniel Avelar (Marcelo Serrado) e Clarice Luz (Lavínia Vlasak), pais de Mariana (Júlia Maggessi), chamada de Nininha, tinham tudo para serem felizes. Amavam-se e estavam em franco progresso em suas vidas profissionais. Daniel é um jovem advogado que foi aprovado no concurso de Direito para ser defensor público e Clarice é uma jovem estudante de Biologia, que está fazendo mestrado em Ecologia e Educação Ambiental. A gravidez e a iminente vinda da pequena Mariana fazem com que os dois decidam se casar e constituir família.

Os planos do jovem casal são atrapalhados por Vitor Lopo Jr. (Leonardo Vieira), chamado de Vitinho ou Lopo Jr., vilão da história, criminoso e pérfido, apaixonado por Clarice e que não admite que ela se case com Daniel. A história da vilania que separa Daniel de Clarice e de sua filha Mariana é uma das tramas centrais da novela. Mariana é seqüestrada a mando de Lopo Jr., que a entrega para os vilões Elza Socorro (Vanessa Gerbelli) e Vicente Pestana (Luiz Henrique Nogueira), que usam crianças seqüestradas como pedintes de esmolas nas ruas da cidade. Eventualmente Elza ganha mais um cupincha, o corrupto advogado Dr. Estanislau Creonte Carvalho (Marcelo Picchi). Mariana acaba fugindo da megera e seus dois comparsas e encontra apoio de Guilherme Silva (Rogério Fróes), o "Velho Gui", que é seu grande amigo e protetor durante a novela, sem saber que este é pai de sua mãe e portanto seu avô. Este bom homem, embora idoso, esperou pacientemente - mais precisamente 50 anos - para se casar com seu grande amor, Alice (Helena Xavier), carinhosamente chamada "A Tia Mágica" por ser tia-avó de crianças que a adoram. Enquanto Daniel se vê obrigado a viver escondido dos bandidos e das autoridades ele conta com o apoio de Ubirajara Nascimento Ferreira (Rafael Zulu), chamado de "Bira", rapaz negro que trabalha como caseiro de sítio e habilidoso piloto de helicóptero, também como parceiro e confidente dele e de Clarice.

O amor de Daniel é disputado com Clarice pela policial Diana Alba (Patrícia França), que se vê obrigada a perseguir o amor de sua vida, quando ele se torna fugitivo da justiça. Daniel é perseguido ao mesmo tempo pela polícia e pela quadrilha de Lopo Jr., e eventualmente Diana encontra sua verdadeira felicidade em seu colega de trabalho, o também policial Júlio Ladeira (Jorge Pontual), com o qual se casa e tem uma filha, a pequena Juliana. Em auxílio de Júlio e Diana na delegacia estão os novatos Luísa Palmares (Ana Paula Tabalipa), Tibério Fialho, Telma Sandenberg e Francisco Santos (Daniel Andrade) - sendo que a terceira acaba capturada e assassinada pelos bandidos ao longo da trama e o último se revela um "X-9", um contato de criminosos infiltrado na polícia. O principal inimigo de Júlio e Diana além de Lopo Jr. é Waldemiro Marquez (Perfeito Fortuna), o "Miro das Candongas", grande atacadista de armas e entorpecentes e sucessor do traficante Paulo Sérgio Barros Vidal (Márcio Garcia), conhecido por "Paulo Barão" - conforme mostrado num flashback, morto no estacionamento de um shopping por Diana no começo da novela. O posto de "Paulo Barão" é hoje fortemente ocupado por Miro, que tem em Lopo Jr. e seus asseclas como seus protegidos e "soldados do crime" e se considera o maior "imperador" do tráfico de drogas do país.

Dra. Estela Garcia (Adriana Garambone) é uma brilhante e bela advogada enquanto viveu - já que no meio da trama ela acabou seqüestrada por Lopo Jr., que a entregou a Miro para ser "julgada" pelo tráfico e cruelmente assassinada - defendeu Daniel cobrindo o lugar do advogado anterior, o Dr. Alexandre Herculano (Déo Garcez), o "Xande", homem negro e bem-sucedido que, mesmo por muito esforço próprio e sofrendo forte discriminação racial, conseguiu, após ser advogado de Daniel e Clarice no processo contra Lopo Jr. no início da trama, posteriormente, ascender ao posto de juiz de menores atuante na Primeira Vara de Infância e Adolescência -, acreditando fielmente na inocência de seu cliente. Estela teve um relacionamento rápido com o também advogado Dr. Saulo Veigas (Augusto Vargas), defensor de Lopo Jr. e acusador de Daniel no processo. Dr. Saulo também se vê responsável em acompanhar o tratamento de Elza quando esta é colocada no hospício para ser cuidada pelo psiquiatra Dr. Baltazar Matoso (Felipe Folgosi), já que Elza quando criança era uma vítima constante de maus tratos por parte de seu perverso padrasto, conhecido como "Seu Ferreira" (Roberto Frota), que a agredia, impedia-a de brincar e até violentava sexualmente sua mãe e irmã mais velha. Como se não bastasse todo esse tormento, Elza cresceu traumatizada e descobriu até que era sexualmente estéril (não poderia gerar filhos biológicos), e isso talvez explique o porquê dela seqüestrar e criar meninos e meninas como sendo crianças suas.

De outro lado da trama, também existe a história dos gêmeos Eduardo e Ricardo (interpretados por Pedro Malta), separados na maternidade, filhos da pediatra Joana (Bianca Rinaldi) e do fotógrafo freelancer Filipe Marinho (Heitor Martinez). Com a ajuda da corrupta enfermeira Guide (Priscilla Rozenbaum), Elza sequestra Ricardo (apelidado de "Joãozinho" por Elza e Pestana) para sua casa para tentar aplicar um golpe contra um ex-namorado rico, dizendo que Joãozinho era seu filho, mas este ex-namorado não cai no truque e a abandona. A família de Eduardo e "Joãozinho" é convencida por Guide que só um dos gêmeos sobreviveu e assim os dois meninos crescem em casas separadas. Anos depois, os gêmeos se reencontram, por acaso, na rua. Eduardo foi criado como príncipe, com direito a todas as mordomias de uma criança endinheirada e "Joãozinho" (que fora criado por Elza e Pestana) nunca teve um brinquedo. Por causa de uma grande confusão, os dois meninos trocam de lugar e começam uma nova série de peripécias e aventuras, deixando desnorteadas Elza e também a verdadeira família dos dois. Juntamente com "Nininha" e os gêmeos também está a pequena Cristina Rodrigues (Shaila Arsene), que também fora raptada por Elza por ordem de Lopo Jr. e junto com "Nininha" e companhia escapa da vilã e volta para os braços de sua mãe. Joana, para posterior desgosto de Filipe, tem uma paixonite por um também médico, o português Dr. Marco Aurélio (Ricardo Pereira), seu colega de trabalho no hospital que leva o nome de seu diretor, o ético e internacionalmente renomado médico Dr. Hélio Nereu (Roberto Pirillo). Mas no decorrer da trama, Marco Aurélio acaba assaltado e assassinado (na tentativa de desarmar o agressor) por Murilo Vilaça (Sérgio Abreu), o "Murilão", um dos homens de confiança de Lopo Jr.

Chega de Lisboa, capital de Portugal, o escritor Marco Antônio (também interpretado por Ricardo Pereira), irmão gêmeo de Marco Aurélio, disposto a vingar sua morte. Juntamente com a paranóica enfermeira Adelaide - que presenciou um momento de descontrole de Filipe em que este teria ameaçado Marco Aurélio de morte e logo depois ela testemunhou o brutal assassinato do médico por "Murilão" na porta do hospital -, ambos passam a creditar freneticamente a morte brutal de Marco Aurélio a Filipe, que eles acreditam firmemente ser o mandante do crime (embora este seja inocente, tal como Daniel pelas acusações que pesam contra ele). Depois de finalmente acreditar que Filipe não matou seu irmão, Marco Antônio acaba se apaixonando pela bela jovem Janice (Fernanda Nobre), irmã de Clarice, mas é um amor impossível, pois ele é velho demais para ela.

Paralelamente à história das crianças, há o desenrolar de algumas outras histórias. Patrícia Lopo (Renata Dominguez), irmã mais nova do vilão Lopo Jr., apaixona-se por Rafael Avelar (Cláudio Heinrich), salva-vidas na praia de Praia de Grumari e irmão mais novo de Daniel. Ela é rica e ele é pobre. Por causa da história do assalto que Daniel teria cometido, crime pelo qual foi condenado apesar de ser inocente, o amor de "Rafa" e "Pati" passa a ser proibido, bem ao estilo de "Romeu e Julieta".

Raquel Miranda (Maria Ribeiro) é uma jovem escritora que foge do assédio do ex-marido, que não consegue esquecê-la, o violento Rogério Correia (André Segatti), o "Gerião", braço-direito (e evenutalmente esquerdo) de Lopo Jr. (e também de Miro) em suas tramóias. Raquel vai trabalhar no quiosque de Tereza Avelar (Cláudia Alencar), mãe de Daniel, Rafael e Gabriel (Théo Becker), e vive um triângulo amoroso com Rafael e Gabriel, os quais desenvolvem um mesmo sentimento por ela. Mas ela logo se descobre nos braços de "Bira". Tereza tem seu coração batalhado como troféu de guerra por dois homens: o médico Dr. Hélio e seu ex-marido, o marinheiro Carlos Eduardo (Raul Gazolla, o "Cadu", pai dos seus filhos.

Dr. Vitor Lopo (Paulo Figueiredo) é um poderoso industrial, dono de uma rede de farmácias, e pai de Vitor Lopo Jr. e Patrícia Lopo. Diferentemente de seu primogênito perverso, Vitor Lopo é um homem ético e de ótimo caráter, mas que vive atormentado por não conseguir esquecer sua falecida esposa, Cacilda (Nádia Lippi). Dr. Lopo também envolve-se num triângulo amoroso com as viúvas Beatriz Luz (Esther Góes) e Maria Eduarda (Ítala Nandi): a primeira é sua secretária e mãe das irmãs Clarice e Janice e portanto avó de "Nininha"; a segunda é mãe de Joana e irmã da "Tia Mágica" Alice, sendo portanto avó dos gêmeos "Joãozinho" e Eduardo.

De forma paralela à história de sua irmã Clarice, Janice, também filha de Beatriz, se apaixona pelo cunhado Daniel. Porém entra em seu caminho o mesmo Dr. Alexandre que defendera Daniel no processo contra Lopo Jr., e mesmo estando dividido entre Janice, a assistente social Eleonora (Anna Markun) e Valéria (Valquíria Ribeiro), viúva de um líder do MST e mão do pequeno "Zezinho" (Diego Francisco), também seqüestrado por Elza e que por conta disso se torna amigo de Nininha, Tita e dos gêmeos Eduardo e "Joãozinho", o juiz sente seu coração sacudir por Valéria, que lhe declara seu amor e com ele se casa, e assim Alexandre adota o pequeno "Zezinho" como sendo seu filho, deixando o menino muito feliz.

Integrando uma parte do núcleo tipicamente cômico da novela está o casal formado pelo taxista Ariosvaldo Padilha (André Mattos) com a vendedora de plantas Marília (Maria Ceiça), que são vizinhos do "Velho Gui" e representam um tipo de democracia racial conjugal no Brasil - visto que ele é branco e ela é negra, e têm juntos a filha mais velha Lúcia (Jéssica Sodré) e os caçulas Celso (Vitor de Andrade) e Vânia (Ana Eliza Oliveira), além da "Vó Zita" (Marina Miranda), mãe de Marília que mora com seu genro, netos e filha. Lúcia é uma adolescente rebelde que se envolve com o vilão Lopo Jr., que a engravida e se recusa a assumir a paternidade da criança, mas logo ela descobre sua felicidade com o jovem Jonas Pereira (Maurício Ribeiro), amigo de Filipe e dos irmãos Avelar e que trabalha como ajudante na loja de plantas com Marília e assume como sendo seu o filho que sua amada Lúcia espera do diabólico Lopo Jr..

Nas últimas semanas da novela, o vilão Lopo Jr. é assassinado e fica o mistério "Quem matou Lopo Jr.?". No último capítulo da novela, foi revelado que "Chicão" é o assassino de Lopo Jr. por este dever ao primeiro pagamentos como espião infiltrado na polícia.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator Personagem
Lavínia Vlasak Clarice Luz Avelar
Marcelo Serrado Daniel Avelar (Dani) / Flávio Alencar
Patrícia França Diana Alba
Bianca Rinaldi Joana Martins Pena Marinho
Leonardo Vieira Vitor Lopo Júnior (Lopo / Vitinho)
Vanessa Gerbelli Elza Socorro (Bruxa)
Heitor Martinez Filipe Marinho
Cláudio Heinrich Rafael Avelar (Rafa)
Pedro Malta Eduardo Marinho & Ricardo Marinho
Renata Dominguez Patrícia Lopo (Pati)
Théo Becker Gabriel Avelar (Gábi)
Rogério Fróes Guilherme Silva (Velho Gui)
Paulo Figueiredo Dr. Vitor Lopo
Fernanda Nobre Janice Luz (Jani)
Helena Xavier Alice (Tia Mágica)
Esther Góes Beatriz Luz
André Di Mauro João Bonforte (Bonforte)
Déo Garcez Dr. Alexandre Herculano (Xande)
Jorge Pontual Júlio Ladeira
Cláudia Alencar Tereza Avelar
André Mattos Ariosvaldo Padilha
Maria Ribeiro Raquel Miranda
Ítala Nandi Maria Eduarda Martins Pena
Maria Ceiça Marília Padilha
Luiz Henrique Nogueira Vicente Pestana (Gago)
Nádia Lippi Cacilda Lopo
Marcello Melo Jr. Ernesto
André Segatti Rogério Correia (Gerião)
Roberto Pirillo Dr. Hélio Nereu
Adriana Garambone Drª. Estela Garcia
Jéssica Sodré Lúcia Padilha
Marcelo Picchi Dr. Estanislau Creonte Carvalho (Vampirão)
Maurício Ribeiro Jonas Cordeiro
Priscilla Rozenbaum Guide
Ricardo Pereira Dr. Marco Aurélio / Marco Antônio (Toni)
Raul Gazolla Carlos Eduardo Avelar (Cadu)
Daniel Andrade Francisco Santos (Chicão)
Perfeito Fortuna Waldemiro Marquez (Miro das Candongas)
Érika Faccini Telma Sandeberg
Ana Paula Tabalipa Luísa Palmares
Marina Miranda Vó Zita
Antônio Pompeo Dr. Amadeus
Roberto Frota Seu Ferreira
Renata Paschoal
Ticiane Pinheiro Maria Dulce (Madu)
Marise Gonçalves Inocência
Daniel Marinho Barroso
Renato Roney Pit
Anna Markun Eleonora
Rafael Zulu Ubirajara Nascimento Pereira (Bira)
Augusto Vargas Saulo
Luka Ribeiro Monstrão
Marcelo Assumpção Durão
Rogério Fabiano Leandro Vaz
Márcia Kaplun Elisa
Júlia Maggessi Mariana Luz Avelar (Nininha)
Diego Francisco José Leonardo (Zezinho)
Vitor de Andrade Celso Padilha
Ana Eliza Oliveira Vânia Padilha (Vani)
Shaila Arsene

Maria Gladys

Cristina Rodrigues (Tita)

Mãe da Elza


Participação Especial
Ator Personagem
Márcio Garcia Paulo Sérgio Barros Vidal (Paulo Barão)



Elenco de apoio
Ator Personagem
Nanda Ziegler Gigi
Sônia Clara Carla Santoro
Gorete Milagres Margarete
Sérgio Abreu Murilo Vilaça (Murilão)
Christovam Neto Reginaldo (Gibi)
Raquel Nunes Iolanda Ferraz
Felipe Folgosi Dr. Baltazar Matoso
Valquíria Ribeiro Valéria
Danilo Ribeiro Tibério Fialho
Bernardo Castro Alves Cleto
Sílvia Bandeira Lola
Andréa Avancini Pepê
Guilherme Boury Bruno Nogueira (Nobru)
Louise D'Tuani Luana Galvani
Antônio Fragoso Dirceu Lapas
Malu Galli Samanta
Carla Cristina Gegê

Audiência[editar | editar código-fonte]

A estréia de Prova de Amor obteve índices de 13 pontos com picos de 15 no Ibope. Ficando na vice-liderança isolada.[2]

No dia 18 de janeiro de 2006, pela primeira vez, Prova de Amor consegue a liderança. Fechando na vice-liderança, a novela registrou média de 20 pontos com picos de 25 no Ibope, passando por alguns minutos do Jornal Nacional, da Rede Globo.[3]

Desde sua estréia Prova de amor manteve a vice liderança isolada na média geral de todos os capitulos. Entretanto, em alguns dias, como no dia 7 de março de 2006 no confronto direto contra Rebelde perdeu a vice durante alguns minutos marcando 13 pontos de média no Ibope contra 16 pontos de média da novela adolescente nos poucos minutos que bateram de frente, mas fechou o capitulo com média geral mais uma vez na vice liderança isolada com 17 pontos de média.[4]

No último capítulo, exibido em 17 de julho de 2006, registrou uma média de 23 pontos de média e pico de 29 no Ibope. Ficando na vice-liderança isolada.[5]

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

Capa: Lavínia Vlasak e Marcelo Serrado

A cantora Fafá de Belém cantava o Tema de Joana

Produção musical de Daniel Figueiredo.

  1. O Barquinho - Karla Sabah (Tema de abertura)
  2. Agora Só Falta Você - Camila Titinger (Tema de Patrícia)
  3. Mar e Sol - Gal Costa (Tema de Rafael)
  4. O Que Eu Fui Ainda Eu Sou - Kyle Wyley & Yasmin Gontijo (Tema de Clarice)
  5. O Nosso Amor a Gente Inventa - Twiggy (Tema de Lopo Jr.)
  6. Marcas na Areia - Théo Becker (Tema de Gabriel)
  7. Eu Sei Que Ela - Cidade Negra (Tema de Diana)
  8. Mulher - Elba Ramalho (Tema de Teresa)
  9. Eu Te amo - Fafá de Belém (Tema de Joana)
  10. Amor - Ivan Lins (Tema de Daniel)
  11. Tocando Em Frente - Maria Bethânia (Tema de "Velho Gui")
  12. Coração Insano - Karyme Haas (Tema de Elza)
  13. A Dois Passos do Paraíso - Banda Catedral (Tema de Jonas)
  14. Herdeiros do Futuro - Toquinho (Tema de "Joãozinho")
  15. O Pincel e o Criador - Sérgio Reis (Tema de "Nininha")
  16. Se A Gente Grande Soubesse - Kades Singers & Adair (Tema de "Zezinho")
  17. Palavras, Silêncios - Zeca Baleiro & Fagner (Tema de Tita)
  18. Ninguém Te Amou Assim - Rosana (Tema de Beatriz)
  19. Começo, Meio e Fim - Simony (Tema de Janice)
  20. Na Linha e Na Lei - Rita Lee & Dadi (Tema de Dr. Alexandre)
  21. Eu Não Sou De Vacilar - Sombrinha (Tema de Ariosvaldo Padilha)

Reprise[editar | editar código-fonte]

A Novela foi reprisada entre 04 de agosto de 2008 e 15 de maio de 2009 durante as tardes da Rede Record de segunda a sexta-feira passando por diversos horários e tendo diferentes tempos de duração. A reprise não teve abertura e deixou de ser exibida algumas vezes dando lugar ao futebol europeu e aos filmes bíblicos no Natal e na Sexta-Feira Santa. Diferente da exibição inédita, na reexibição o mistério de "Quem matou Lopo Jr.?" foi revelado no penúltimo capítulo, em 14 de maio de 2009.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Text document with red question mark.svg
esta seção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde julho de 2008)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
  • Thiago Santiago mostrou nesta novela que é um autor de talento, mesmo não agradando alguns críticos. É incontestável seu faro para audiência.
  • Prova de Amor é a novela de maior audiência da história da Rede Record, marcando 17 pontos de média, é era uma das favoritas a ganhar o Troféu Imprensa de Melhor Novela de 2006, mas não pode nem concorrer já que a premiação não foi realizada naquele ano.
  • A telenovela é inspirada livremente em outra novela, A pequena órfã (1968), de Teixeira Filho, e em alguns grandes sucessos da literatura infanto-juvenil como o O Conde de Monte Cristo, O príncipe e o mendigo, Oliver Twist e A princesinha.Outro fato curioso é a novela A pequena órfã, já foi aproveitada na novela Ídolo de Pano, mais uma novela de Teixeira Filho, e serviu de base pra uma versão da novela da Rede Globo, Sonho Meu.
  • É a segunda telenovela do autor Tiago Santiago. Antes de Prova de Amor, Tiago Santiago escreveu a nova versão de A escrava Isaura, também produzida pela Rede Record.
  • Prova de Amor, telenovela que alavancou a audiência da Record, foi exibida no Paraguai e Uruguai, passando também na Venezuela, no Equador, no Peru, na Bolívia, em Portugal e mais 10 países.
  • Em Portugal, a telenovela estreou em 2 de julho de 2007 pela emissora RTP1 e substituiu a telenovela Os Ossos do Barão. Foi exibida às 15h. No mesmo horário foi emitida a repetição de Terra Nostra na SIC desde o início deste ano. Em Portugal terminou a 9 de Junho de 2008, o que significou quase um ano de permanência no ar. A sucessora foi a novela Amor e Intrigas também da Rede Record. A novela foi reprisada durante as madrugadas, com dois capítulos por noite.
  • A personagem Paty Loppo, interpretada por Renata Dominguez, que era de grande importância para a trama, precisou ter um desfecho antes mesmo do fim da novela. Na época a atriz se preparava para protagonizar Bicho do Mato, a novela sucessora de Prova de Amor. Na época a emissora anunciou na sua grade horária e deu a possibilidade para o público escolher o desfecho de Patty Loppo na trama: a morte ou uma viagem para o exterior, tendo o público escolhido o último. No contexto, Patty Loppo viajaria definitivamente temendo as ameaças do irmão Vítor Loppo Júnior, o grande vilão da história.
  • A novela fecharia com 143 capítulos, mais com a audiência em alta, a trama foi esticada em 54 capítulos, somando 197. Só que a Rede Record a esticou em mais 32 capítulos, finalizando em 229 capítulos.
  • A atriz que interpretou Nininha com três anos Laís Maggessi e a que a interpretou com sete anos Júlia Maggessi, são irmãs.
  • Seu último capítulo marcou 23 de média com pico de 29.[5]
  • Em 03 de dezembro de 2012, a novela ganha uma reprise na Record Internacional, substituindo Vidas Opostas.
  • A personagem Mariana Luz Avelar, conhecida na novela como Nininha, em um capítulo, ela encontra um mendigo chamado Grão, um mendigo malvado que sequestra crianças. No entanto,este personagem não chegou a ser creditado nem como elenco de apoio, já que só apareceu em um capítulo da novela.


Prêmios[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Proof of Love. Record TV Network. Página visitada em 6 de julho de 2014.
  2. Prova de Amor estréia na vice-liderança http://home.areavip.com.br/noticias/8050/prova-de-amor-estreia-na-vice-lideranca-.html
  3. Prova de Amor atinge pico de 25 pontos, fica à frente do Jornal Nacional e atinge a liderança http://home.areavip.com.br/noticias/8541/prova-de-amor-atinge-pico-de-25-pontos-fica-a-frente-do-jornal-nacional-e-atinge-a-lideranca.html
  4. Rebelde registra 16 pontos de média e passa Prova de Amor no Ibope http://home.areavip.com.br/noticias/8885/rebelde-registra-16-pontos-de-media-e-passa-prova-de-amor-no-ibope.html
  5. a b Último Capítulo de Prova de Amor registra pico de 29 pontos para a Record http://home.areavip.com.br/noticias/9981/ultimo-capitulo-de-prova-de-amor-registra-pico-de-29-pontos-para-a-record.html

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Predefinição:Alexandre Avancini