Psiquismo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde Dezembro de 2008). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.

Psiquismo é definido como o conjunto de características psicológicas de um indivíduo, ou o conjunto de fenômenos psíquicos e processos mentais.

É uma energia inteligente, gerada pelo cérebro (ou espírito ou alma), consciente ou inconscientemente, emanada em determinadas freqüências, de alcance ilimitado e direcionadas de forma aleatória ou objetiva.

A ciência já comprovou que todos os corpos do Universo, e em especial os seres vivos, possuem magnetismo (radiestesia). O psiquismo é a força inteligente que comanda ou pode comandar e orientar a energia magnética que possuímos. Assim, quando em harmonia, o psiquismo gerencia e coordena o nosso magnetismo, de forma a realizar nossos desejos, a partir dos pensamentos que geramos.

Existem orientações que realmente são de utilidade no sentido de desenvolver, através de práticas simples, tais aptidões individuais, o que pode ajudar inclusive na cura de pessoas e no alcance de objetivos.

A ciência já descobriu que a força magnética do ser lhe é inerente. Pesquisas que demonstram a infinidade do poder e da capacidade de utilização do psiquismo em relação à vida, aos seres e na física quântica.

Ícone de esboço Este artigo sobre psicologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.