Psyttaleia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde Agosto de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Psyttaleia (grego: Ψυττάλεια) é uma ilha inabitada no Golfo de Corinto, a 2,2 km ao sul da costa de Keratsini, um subúrbio do Pirei, na Grécia. Abrange uma área de 0,375 km². A ilha abriga a maior instalação de tratamento de esgotos na Europa, com uma projecção de capacidade máxima diária de 750 toneladas de esgoto. A administração é parte do município do Pireu.

História[editar | editar código-fonte]

Durante a batalha de Salamina, a ilha, localizada no estreito de Salamina, estava ocupada pelos persas.[1] Aristides, o Justo, levou os soldados mais ardentes e aguerridos, em pequenos barcos, desembarcou na ilha, e lutou contra os bárbaros,[Nota 1] matando ou capturando todos.[1] Dentre eles, foram capturados três filhos de Sandauce, irmã do rei, que foram enviados a Temístocles.[1] Temístocles, obedecendo a algum oráculo, os sacrificou a Dionísio Omestes.[2] [Nota 2]

Aristides manteve a ilha cercada pelos seus hoplitas, para que nenhum aliado perecesse, e nenhum inimigo escapasse, já que a parte mais acirrada da batalha naval ocorria próxima da ilha.[2]

Localização de Psyttaleia.

Notas e referências

Notas

  1. Para um grego, bárbaro era todo estrangeiro.
  2. Omestes, literalmente aquele que come carne crua; algumas vezes traduzido como Dionísio Carnívoro ou Dionísio Canibal.

Referências

  1. a b c Plutarco, Vidas Paralelas, Vida de Aristides, 9.1
  2. a b Plutarco, Vidas Paralelas, Vida de Aristides, 9.2
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Grécia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.