Publicidade online

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A publicidade online tem como propósito influenciar a compra de produtos ou contratação de serviços por meio de anúncios na internet.

Surgiu em 1993, quando foi liberado o uso da internet como meio comercial.

Com o lançamento do Mosaic em Abril de 1993, surgiram os primeiros sites de publicidade, com a Microsoft e o MCI como anunciantes.[1]

Algumas das formas de anúncios[editar | editar código-fonte]

Banners[editar | editar código-fonte]

A forma mais comum de publicidade na internet. Um banner tem dois objetivos principais: o fortalecimento de uma marca e a venda direta.

Fortalecimento de uma marca (Branding): É uma maneira de colocar uma marca ou nome de alguma empresa no consciente do público, como por exemplo, ao surgir uma nova marca de sapatos, é utilizado o branding para que fique conhecida, logo, assim que alguém pensar em comprar um sapato vai se lembrar da marca do anúncio.

Venda Direta: Tem intenção de induzir o consumidor a fazer algo, como: clicar no anúncio, ir direto para a empresa anunciada ou ligar para um número 0800.[2]

Pop-ups[editar | editar código-fonte]

Ao entrar em uma página, esses anúncios aparecem repentinamente em uma nova janela cobrindo a parte em que se estava lendo.[3]

Pop-under[editar | editar código-fonte]

Aparecem atrás da página que esta sendo visualizada, geralmente são percebidos apenas quando a janela do navegador é fechada.[4]

Anúncios flutuantes[editar | editar código-fonte]

Logo ao entrar em uma página, os anúncios flutuantes aparecem na tela voando ou flutuando, tornando impossível visualizar a página enquanto não forem fechados. [5]

Anúncios unicast[editar | editar código-fonte]

São apresentados em janelas pop-ups com vídeos e sons, com duração de 10 a 30 segundos, muito parecidos com comerciais de televisão, porém, com algo a mais, pois o consumidor pode clicar no anuncio e obter maiores informações. [6]

Links Patrocinados[editar | editar código-fonte]

Oferecido por sites de busca, integra palavras-chave definidas pelo anunciante, que quando pesquisadas exibem tanto os resultados quanto os anúncios.

E-mail Marketing[editar | editar código-fonte]

Utiliza o e-mail como forma de publicidade, enviando informações publicitarias aos usuários.

Métodos de pagamento[editar | editar código-fonte]

Custo por Mil impressões (CPM) ou Effective Cost Per Mille (eCPM):[editar | editar código-fonte]

Anunciante paga o anuncio por cada 1000 visualizações.[7]

Custo por Clique(CPC) ou Pay-Per-Click (PPC)[editar | editar código-fonte]

Paga-se de acordo com a quantidade de cliques no anúncio.[8]

Custo Por Aquisição / ação (CPA) ou Pay-per-action(PPA)[editar | editar código-fonte]

O anunciante paga apenas quando é feita uma determinada ação. Por exemplo, o anunciante escolhe pagar apenas se for efetuado uma compra, logo, a cada vez que um consumidor clicar no anuncio e efetuar uma compra, o anunciante paga.[9]

Vantagens[editar | editar código-fonte]

  • A facilidade para encontrar e comparar produtos desejados com relação a qualidade e preço.
  • A quantidade de leitores por meio da internet é maior.
  • É possível obter informações precisas sobre as visualizações, tais como: a quantidade de visualizações ou cliques, os dias e horários dos melhores resultados, os espaços dentro do web-site que são mais ou menos eficazes para exibição dos anúncios.
  • Por meio da internet é possível acompanhar com mais facilidade as informações da compra, tais como: data de compra, prazo de entrega e a forma de pagamento.
  • Não há limites para a publicidade online, pois é possível visualizar seus anúncios a qualquer momento, em qualquer lugar, tanto dentro quanto fora do país.[10]

Desvantagens[editar | editar código-fonte]

  • Requer maior conhecimento em uso da internet por parte dos consumidores.
  • O consumidor não tem certeza tocar ou experimentar o produto antes da compra.
  • A falta de segurança, tornando-se necessário cuidados com relação a dados pessoais e bancários.
  • Há uma incerteza por parte dos consumidores com relação a entrega e as condições do produto ofertado. [11]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Internet é um esboço relacionado ao Projeto Internet. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.