Pulsar binário

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Um pulsar binário é um pulsar que possui um companheiro binário. Normalmente o companheiro é um pulsar, uma anã branca ou uma estrela de neutrões. São um dos poucos objectos que permitem aos físicos testar a relatividade geral no caso de ocorrer um forte campo gravitacional.

Apesar de o companheiro binário ser normalmente difícil de observar, a taxa de pulsação do pulsar pode ser medida de maneira muito eficaz com o auxílio de radiotelescópios.

O primeiro pulsar binário PSR 1913+16, foi descoberto em 1974, no Observatório de Arecibo, por Joseph Hooton Taylor, Jr. e Russell Hulse. Por este facto receberam o Prémio Nobel da Física em 1993.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre astronomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.