Quatuor pour la fin du temps

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Quatuor pour la fin du temps, ou Quarteto para o Fim do Tempo é uma composição camerística datada de 1941 do francês Olivier Messiaen. O conjunto instrumental da peça é formado por um clarinete em B bemol, um violino, um violoncelo e um piano. A duração aproximada da peça é de 50 minutos.

História[editar | editar código-fonte]

Em setembro de 1939 a França entrou na segunda guerra mundial. Messiaen foi chamado às armas e poucos meses depois, em Maio de 1940, durante uma ofensiva alemã, foi capturado pelo inimigo. Junto a outros prisioneiros, foi levado ao campo de concentração Stalag VIII A de Görlitz (na fronteira sudoeste da Polônia), onde sobreviveu por um ano. O oficial naczista responsável pelo Stalag era amante de musica e, quando soube das competências de Messiaen (como de outros três prisioneiros músicos), deixou que o compositor trabalhasse a fim de fazer um concerto no campo. Messiaen escreveu, para os musicistas conhecidos durante a prisão (um violoncelista, um violinista e um clarinetista), inicialmente um breve trio (posteriormente inserido na obra como quarto movimento) e depois, com o acréscimo de um piano (tocado pelo próprio Messiaen), realizou o Quarteto.

Quatuor pour la fin du temps foi concluído no início do novo ano. Foi tocado no dia 15 de janeiro de 1941, sob a neve e em condições muito difíceis, diante de todos os prisioneiros do Stalag VIII A reunidos em um pátio gelado. Os outros músicos que participaram da estréia foram Henri Akoka (clarinete), Jean le Boulaire (violino) e Étienne Pasquier (violoncelo), nenhum dos três era músico profissional.