Queda do Caproni Ca. 48

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Queda do Caproni Ca.48
Caproni Ca.48 similar ao avião destruído
Sumário
Data 2 de agosto de 1919 (95 anos)
Causa Possível falha estrutural
Local Flag of Italy (1861-1946).svg Verona
Coordenadas Gnome-globe.png Local da queda
Origem Veneza
Destino Taliedo, distrito de Milão
Passageiros 12, 13 ou 15
Tripulantes 2
Mortos 14[1] , 15[2] ou 17
Feridos 0
Sobreviventes 0
Aeronave
Modelo Flag of Italy (1861-1946).svg Caproni Ca.4
Operador Flag of Italy (1861-1946).svg Caproni
Prefixo  ??
Primeiro voo 1917

A Queda do Caproni Ca.48 foi um dos primeiros acidentes aéreos da aviação comercial no mundo.[3]

Aeronave[editar | editar código-fonte]

Com o desenvolvimento da aviação na Primeira Guerra Mundial, centenas de aeronaves de diversos tipos seriam construídas durante o conflito e realizariam as mais variadas tarefas, desde observação até o bombardeamento aéreo. Após o conflito, essas aeronaves perderiam sua utilidade e acabariam sendo adaptadas e empregadas em serviços de correio e transporte de passageiros.

O Caproni Ca.4 era uma dessas aeronaves. Construído para ser um bombardeiro pesado trimotor, tinha 4 metralhadoras de 6,5 mm FIAT Revelli e capacidade para o transporte de até 1450 kg de bombas. Seriam construídas mais de 50 aeronaves desse tipo, divididas em 8 versões. O Caproni Ca.48 era a versão civil do Caproni Ca.4 e poderia transportar até 23 passageiros e 4 tripulantes. A indústria Caproni tinha planos de comercializar essa aeronave para as recém criadas companhias aéreas. Para isso a aeronave seria exposta e testada durante a First Aviation Exhibition em Amsterdam, onde transportou diversos passageiros ilustres ,entre eles o príncipe Henrique de Mecklemburgo-Schwerin.

Acidente[editar | editar código-fonte]

Após a First Aviation Exhibition, a Caproni continuaria realizando voos de teste entre a fábrica da aeronave em Taliedro e a cidade de Veneza. No dia 2 de agosto de 1919, o O Caproni Ca.48 decolaria do aeródromo da fábrica em Taliedo, distrito de Milão, às 07h30 min, tendo seguido para Veneza onde pousaria às 09h22 min. Após ser preparada para a viagem de retorno, a aeronave decolaria de Veneza às 17h00 transportando 14[4] [5] ,15[6] ou 17 pessoas. Durante o voo de regresso a Taliedo, a aeronave perderia sustentação quando voava a 3000 pés e acabaria caindo nos arredores da cidade de Verona, a meio caminho de Taliedo. No impacto com o solo morreriam todos os seus ocupantes.

Consequências[editar | editar código-fonte]

O acidente teria sido causado por uma possível falha estrutural. Segundo testemunhas, a aeronave perdeu parte das asas durante o sobrevoo da cidade de Verona. Nesse momento, alguns passageiros do avião se jogaram do mesmo, morrendo ao cair ao solo, pois o mesmo encontrava-se a cerca de 3000 pés (910 m do solo). A queda do Caproni Ca.48 encerraria o projeto da aeronave que nunca chegaria a entrar em produção. O acidente causaria muita comoção na Itália, prejudicando os recém criados serviços de transporte aéreo.[7]

Referências

  1. The Caproni disaster Flight Magazine (7 de agosto de 1919). Página visitada em 11 de novembro de 2012.
  2. Bruno Delisi. On the wings of the Sparrow Venice Airport Lido. Página visitada em 11 de novembro de 2012.
  3. The Caproni disaster Flight Magazine (7 de agosto de 1919). Página visitada em 11 de novembro de 2012.
  4. Aeroplane disaster Auckland Star, Volume L, Issue 185, 6 August 1919, Page 6. Página visitada em 11 de novembro de 2012.
  5. The Caproni disaster Flight Magazine (7 de agosto de 1919). Página visitada em 11 de novembro de 2012.
  6. Bruno Delisi. On the wings of the Sparrow Venice Airport Lido. Página visitada em 11 de novembro de 2012.
  7. Bruno Delisi. On the wings of the Sparrow Venice Airport Lido. Página visitada em 11 de novembro de 2012.

Ver também[editar | editar código-fonte]