Quem Vê Cara não Vê Coração

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Quem Vê Cara, Não Vê Coração
Álbum de estúdio de Realidade Cruel
Lançamento 2003
Gênero(s) Rap
Idioma(s) Língua portuguesa
Cronologia de Álbuns de Realidade Cruel
Último
Último
Mais Cruel do que Nunca
(2002)
Dos Barracos de Madeirite... Aos Palácios de Platina
(2007)
Próximo
Próximo


Quem Vê Cara, Não Vê Coração é o quarto álbum de estúdio do grupo de rap brasileiro Realidade Cruel[1] . Foi lançado em 2003 e contém dezessete faixas, descritas mais abaixo:

Faixas[editar | editar código-fonte]

O Crime Não é Creme

  1. Demônio de Farda
  2. Aqui é Favela
  3. Tristes Recordações
  4. Quem Vê Cara Não Vê Coração
  5. Vale da Escuridão
  6. O Bagulho tá Louco
  7. A Selva Não é de Brinquedo
  8. Pilantragem
  9. Querem Rasgar Sua Pele
  10. A Missão (Interlúdio)
  11. Sangue e Ódio
  12. Mil Razões
  13. Verme é Verme Né
  14. Realidade Cruel Sem Piedade
  15. Campo Minado

Referências

  1. REALIDADE CRUEL - MusicaPopular.org www.musicapopular.org. Visitado em 1 de fevereiro de 2010.
Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Realidade Cruel é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.