Quercus pyrenaica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaCarvalho-pardo-das-beiras
Quercus-pyrenaica-2.jpg

Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Fagales
Família: Fagaceae
Género: Quercus
Espécie: Q. pyrenaica
Nome binomial
Quercus pyrenaica

Vulgarmente conhecido como Carvalho-negral ou Carvalho-das-beiras ou Carvalho-pardo. O termo pardo alude ao facto de no Outono a folhagem adquirir uma coloração parda característica.[1] A designação pyrenaica deriva da sua expansão, desde o norte de África (Marrocos, Argélia) aos Pirinéus, passando densamente pela Península Ibérica.

Biologia[editar | editar código-fonte]

O carvalho-negral pode atingir, no estado adulto, em povoamento florestal e em condições favoráveis, 25 a 30 m de altura. [2] Apresenta copa irregular, ritidoma cinzento-anegrado; folhas caducas (habitualmente), forma lobada a partida, densamente aveludadas na página inferior. Frutos de Maturação anual.

Distribuição[editar | editar código-fonte]

Em Portugal continental é espontâneo no norte e no centro.


Referências

  1. Sande Silva, J. (2007), Os Carvalhais - um património a preservar, Público.
  2. Sande Silva, J. (2007), Os Carvalhais - um património a preservar, Público.


Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Pode encontrar ajuda no WikiProjeto Plantas.

Se existir um WikiProjeto mais adequado, por favor corrija esta predefinição. Este artigo está para revisão desde janeiro de 2010.

Ícone de esboço Este artigo sobre árvores, integrado no Projeto Plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.