Quim Barreiros

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Quim Barreiros
Informação geral
Nome completo Joaquim de Magalhães Fernandes Barreiros
Nascimento 19 de junho de 1947 (67 anos)
Local de nascimento Vila Praia de Âncora, Caminha
 Portugal
Gênero(s) Música pimba
Ocupação(ões) Cantor
Instrumento(s) Acordeão

Joaquim de Magalhães Fernandes Barreiros mais conhecido por Quim Barreiros[1] , (Vila Praia de Âncora, 19 de Junho de 1947), é um cantor popular português que toca acordeão, conhecido por suas letras de duplo sentido.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Aos 9 anos já tocava bateria no conjunto de seu pai (Conjunto Alegria). Seu primeiro disco foi lançado em 1971, juntamente com o famoso guitarrista Jorge Fontes, quando apenas tocava acordeão e folclore minhoto. A sua fama estendeu-se já ao Brasil e à Galiza, e já actuou em quase todos os países onde existem comunidades de portugueses (Canadá, E.U.A, Venezuela, Brasil, África do Sul, França, Alemanha, Luxemburgo, Espanha, Inglaterra, Suíça e outros).

Grande parte de seus sucessos são versões cover de músicas do forró brasileiro de duplo-sentido, principalmente do compositor Zenilton, que compôs Bacalhau à Portuguesa 1981 [2] , Vendedor de Fruta, Riacho da Pedreira (Rio das Pedras), Meu Casamento, O Cachimbo da Mulher, O Grilinho (Cri-Cri) e outras. Para além de Zenilton, pode-se citar: A Cabritinha (de Amazan, 2002) [3] , A Padaria , Garagem da Vizinha (de Frank Aguiar) [4] , e muitos outros.

Na sua discografia, ELE conta também com diversos álbuns compostos essencialmente por faixas instrumentais de acordeão e ainda alguns singles mais desconhecidos da maioria (Queres É Levar Com O Chouriço, Recebi Um Convite, Tira Fora Que Vem Gente).

Em maio de 2007 lançou o álbum Use Álcool, no qual existe uma faixa em que canta para seu neto, abrindo ao público uma janela para um lado seu mais afectivo e sentimental, raramente visto no artista, visto as suas músicas de estilo brejeiro serem as que fazem maior sucesso.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]