Quintiliano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Quintiliano

Marco Fábio Quintiliano (em latim, Marcus Fabius Quintilianus, 35 d.C. - 95 d.C.) foi um orador e professor de retórica romano. Nascido em Calagurris (Calahorra, atual Espanha), em 35 d.C [1] , Quintiliano estudou em Roma, onde primeiro exerceu a atividade de advogado. Tornou-se conhecido por ter sido professor de retórica e teve como alunos várias personalidades romanas, dentre as quais o orador romano Plinio, o jovem. Além de dedicar-se às atividades de advogado e professor, Quintiliano registrou suas ideias sobre retórica e oratória em alguns escritos, dos quais o mais famoso é a Institutio Oratoria.

Biografia e Obras[editar | editar código-fonte]

Quintiliano nasceu em Calagurris (Calahorra, atual Espanha), e viveu entre 35 e 95 d.C. Lecionou gramática e retórica em Roma durante o império de Vespasiano, inclusive sendo pago pelo imperador [2] . Ao menos três escritos sobre ensino de oratória foram publicados em seu nome. dois desses escritos foram, na verdade, textos produzidos por seus alunos a partir das aulas ministradas por ele [3] .

A obra mais famosa de Quintiliano, no entanto, é Institutio Oratoria, redigida em 12 livros. Nos dois primeiros livros Quintiliano trata a educação fundamental e como se organizava a vida na Roma de seu tempo. Recomendava que se ensinassem simultaneamente os nomes das letras e suas formas. Era contrário aos castigos físicos. Recomendava a emulação como incentivo para o estudo e sugeriu que o tempo escolar fosse periodicamente interrompido por recreios, já que o descanso era, na sua opinião, propício à aprendizagem.

O Livro X é o mais conhecido; nele Quintiliano aconselha a leitura como elemento fundamental na formação de um orador e apresenta uma lista comentada de autores gregos e latinos cuja leitura seria de proveito ao orador. No último livro apresenta o conjunto de qualidades que deve reunir quem se dedicar à oratória, tanto no que se refere à conduta quanto ao caráter.

Sua obra exerceu grande influência durante o Renascimento, não apenas quanto aos ensinamentos retóricos mas também no que diz respeito à teoria pedagógica.

Referências

  1. CONTE,1999:512.
  2. PARATORE, 1983: 699.
  3. QUINTILIANO, Institutio oratoria. Livro I, Proêmio, parág. 7.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • PARATORE, Ettore.Quintiliano. in: ______ História da Literatura Latina. Lisboa: Calouste Gulbenkian, 1987. p.699-702.
  • CONTE, Gian Biagio. Quintilian. in: ______ Latin Literature: a history. Trad. Joseph B. Solodow. Baltimore : The Jonhs Hopkins paperback pess, 1999. p. 512 - 518.
  • QUINTILIANO. Institutio oratoria. Trad. H. E. Butler. Books I-III. Loeb Classical Library.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Quintiliano
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre Roma Antiga e o Império Romano é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.