Quintino Cunha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

José Quintino da Cunha (Itapajé, 24 de julho de 1875 - Fortaleza, 1 de junho de 1943) foi um advogado, escritor e poeta cearense.[1]

Bacharelou-se pela Faculdade de Direito do Ceará em 1909, onde começou a exercer a profissão de advogado criminalista. Foi deputado estadual entre 1913 e 1914.

Ficou bastante conhecido por seu estilo irreverente e carismático, também lembrado pelas anedotas que contava.[2]

Teve seus casos contados pelo seu colega e conterrâneo Roberto Victor Pereira Ribeiro, na revista Cultivar Justiça [1] de Porto Alegre-RS, no ínsigne jornal Diário do Nordeste[2] e no Portal Direito-CE.[3]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.