Quiririm

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Museu da Imigração Italiana (antiga casa da família Indiani)
Monumento do Imigrante Italiano

Quiririm é um distrito pertencente ao município de Taubaté, São Paulo, Brasil. O topônimo é de origem tupi.

História[editar | editar código-fonte]

A História do Quiririm, do casarão e da família Indiani se confunde com a própria história da imigração italiana da região.

A família Indiani é natural de Calvatone, província de Cremona na região de Lombardia, Itália. Em 1892, vieram para o Brasil: chegaram pelo porto de Santos, foram para a Hospedaria em São Paulo e de lá vieram para a Fazenda Cafeeira do Barreiro ou do Quilombo (como também é conhecida) (Taubaté), do Coronel José Benedito Marcondes de Mattos onde existiam outras quarenta famílias de imigrantes italianos.

Em Taubaté aconteceu exatamente o mesmo que no resto do pais: as expectativas dos colonos não foram atingidas, as acomodações eram precárias e eles eram obrigados a consumir na "venda" das próprias fazendas acarretando, no final de um determinado período, numa soma dos valores correspondentes aos produtos consumidos na "venda" muito maior do que o valor a receber.

Tal situação era agravada pela cultura escravagista dos coronéis e capatazes das fazendas e pela crise que culminou no fim de um ciclo econômico do país. A situação ficou insustentável e em 1894 mudaram-se para uma área de mata virgem e charco entre o leito da estrada de ferro e as margens do Rio Paraíba de propriedade de Benedito de Paula de Toledo. Os colonos tinha como a contrapartida retificar 3 km do leito do Rio Piracangaguá (hoje rio Quiririm) que alagava uma grande extensão de terras.

O rio é retificado, a mata é aberta e surge no local o povoado do Quiririm. Os imigrantes deram início, à época, ao plantio de arroz e às fábricas de cordas e de tijolos.

O Casarão Indiani[editar | editar código-fonte]

O sobrado foi construído entre 1896-1903 e, de 1958-1984, ficou abandonado e em ruínas. Em 1985 foi declarado de utilidade pública, iniciando-se um processo de conscientização da sua relevância histórico-cultural. Foi restaurado (1995-1997) e atualmente abriga o Museu da Imigração Italiana.

No prédio existem pinturas feitas nas paredes internas pelo então proprietário Basílio Indiani, documentando toda nostalgia e esperança de um povo.

Festa de Santa Lúcia[editar | editar código-fonte]

Em Quiririm se preserva a cultura Italiana trazida pelas mãos dos imigrantes que ali se instalaram e, assim, anualmente, no dia 13 de dezembro, existe uma grande festa mantendo as tradições: homenageando a santa Lúcia de Siracusa e fazendo a alegria da criançada.

Referências


Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de São Paulo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.