Rádio Clube AM (São Manuel)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Rádio Clube de São Manuel)
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

A Rádio Clube de São Manuel é uma estação de rádio brasileira sediada em São Manuel, estado de São Paulo. Transmite em 1510 kHz em AM.

História[editar | editar código-fonte]

Fundada em 30 de julho de 1939, a então PRI-6 teve como primeiro gerente o professor Lino José Saglietti, que elaborou programas variados: desde a apresentação de conjuntos de corais e orquestras, até cantores do gênero sertanejo, entre eles Tonico e Tinoco, que pouco depois se transformaram na dupla "Coração do Brasil". As instalações da emissora ficavam no tradicional prédio da esquina das ruas Moraes Gordo e Coronel Rodrigues Simões.

No dia da inauguração, a orquestra dos Irmãos Martorelli apresentou-se aos ouvintes, dando assim início às transmissões da emissora, que na época tinha como slogan "a voz de um município de São Paulo, nos céus do imenso Brasil!". Na ocasião, o pianista Landiman, famoso na época em todo interior do estado de São Paulo, também se apresentou na cerimônia de inauguração.

Depois do prof. Saglietti, a direção da emissora passou para as mãos do Carlito Marchesi. No começo da década de 60, assumiu a gerencia o dr. Daniel de Oliveira Neves Filho. Foi nesta época que a Clube deixou o prédio da Rua Moraes Gordo, e passou a funcionar no Teatro Municipal, localizado na Rua Epitácio Pessoa. Nesta mesma década, a rádio foi comprada pela Rádio Bandeirantes, que tinha à frente João Jorge Saad, e passou a ser denominada Rádio Clube Bandeirantes.

"Sociais", o programa mais antigo da emissora, que começou no final dos anos 40 apresentado por Alberto Santarém Júnior, depois por Roberto de Moraes Salles (Beto Salles) e sucedido por Genésio Simões, passou na década de 70 pelo comando de Dona Nenê Plese de Oliveira Neves, esposa do então gerente, dr. Daniel. Nenê permanece até hoje a frente do programa, que já é um dos mais antigos do interior do Estado de São Paulo.

Na década de 90, a Rádio Clube foi vendida pelo Grupo Bandeirantes de Comunicação a família Shedi. No final da mesma, Liliana Julieta Gerzely da Silva Monti, esposa do deputado federal Milton Monti, comprou e assumiu a emissora. Auxiliando Liliana na direção da emissora estava seu irmão Caio Silva (Caio Lalau) e na gerência Valter Antônio Salomão. Desde então, novos equipamentos foram comprados, um novo transmissor também foi adquirido, e a "casa das máquinas" (nome dado ao sistema irradiante da emissora) saiu do antigo "matadouro" e mudou-se para um novo local.

Em setembro de 2001, os estúdios mudaram para a Rua Epitácio Pessoa, 440. Em outubro de 2004, Liliana Monti passou a ser diretora-presidente da emissora. Tânia Cecília Tavares Casquel assumiu a direção artística, onde permanece até hoje.

O portal de notícias da emissora entrou no ar em agosto de 2009. No mês de setembro do mesmo mês, teve início a transmissão de sua programação ao vivo para todo o planeta através do site www.cluberegional.com.br.

Virada[editar | editar código-fonte]

Após décadas no domínio da cidade, surgiu na década de 80 uma concorrente que ano após ano foi crescendo aos poucos e fizeram com que a Rádio Clube amargasse entre 2001 e 2006 em seus baixos indíces de audiência.

Alguns anos depois, mudanças foram feitas na programação e a partir de 2006, a emissora começou a reagir, preocupando a concorrência.

No final de dezembro de 2009, foram confirmadas algumas mudanças no rádio são-manuelense que beneficiaram diretamente a Rádio Clube de São Manuel, entre elas, a mudança do locutor Sandro Dálio de emissora. Também foi neste mesmo ano, que a emissora no mês de abril ganhou o prêmio de rádio mais ouvida em 2008, cujo índice de audiência foi de aproximadamente 70% e passou também no mês de setembro, a transmitir sua programação para a rede mundial de computadores, através do site www.cluberegional.com.br.

Com sua carreira iniciada na Clube, Sandro Dálio mudou pouco depois para a Rádio Nova, onde lá permaneceu por aproximadamente duas décadas. Em 04 de janeiro de 2010, Sandro iniciou seu programa na nova, velha casa. às 10h da manhã.

Além de Sandro Dálio, Zézinho Giachelli e Luis Antônio também deixaram a Rádio Nova. Com esse acontecimento, a população de São Manuel pôde observar que a emissora concorrente estava praticamente sendo desmontada, uma vez que seus principais locutores estavam deixando a casa e mudando para a concorrência.

De 2008 em diante a Clube se tornou líder isolada na audiência e por diversas vezes a grade da emissora foi alterada, procurando sempre aguardar o cliente. Também foi neste período que a emissora deixou de encerrar suas atividades às 22h, como tradicionalmente acontecia e ampliou este horário para às 00h30.

No mês de abril de 2012 a Clube mais uma vez saiu na frente e mostrou seu pioneirismo, ao ser a primeira rádio da cidade a transmitir as imagens de seu estúdio para a internet através do portal cluberegional.com.

Voz padrão[editar | editar código-fonte]

Poucos foram os locutores que tiveram o privilégio de ser a voz padrão da emissora. Entre eles, vale a pena destacar Carlos Alberto Santarém Jr., Edgar Felipe e Valter Salomão (até hoje).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Rádio é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.