Rádio FM

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde agosto de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Rádio FM é o processo que transmite informações utilizando modulação em frequência. É transmitido em várias bandas de freqüência.

História[editar | editar código-fonte]

  • A FM permite uma recepção em alta-fidelidade (qualidade técnica), mas seu alcance é pequeno (quase o mesmo da TV).

No Brasil[editar | editar código-fonte]

  • Diversas rádios AM retransmitem seu sinal em FM (caso da Rádio Gaúcha, da Rádio Globo da Rádio Bandeirantes)Rádio Jovem Pan.
  • Outras rádios resolveram transferir seu sinal de AM pra FM (caso da CBN Curitiba).
  • Outras rádios em FM investem apenas em conteúdo jornalismo (caso BandNews FM).
  • Outras rádios nasceram com sinal FM e como pioneiras em algumas regiões, especialmente no Estado de São Paulo
  • As mais comuns rádios FM no Brasil são aquelas que transmitem música, especialmente de público jovem, adulto, sertanejo e religioso.
  • É o sinal mais ouvido no Brasil. Muitas rádios FM se conectam em Redes (caso da Rede Transamérica), Jovem Pan, Mix FM
  • É muito usada pra transmissão ilegal de rádio (rádio pirata), sendo isso crime.
  • Rádio Comunitária BICUDA FM 98,7 MHz, prefixo ZYU 204, http://www.bicuda.org.br. No dia 05 de março de 2013, a Rádio Comunitária BICUDA recebeu sua outorga definitiva nº 002/2013-RJ, atestada pelo Ministério das Comunicações / República Federativa do Brasil. Desde abril de 2009 no ar, a Bicuda FM busca promover a educação ambiental, a democratização da comunicação e as expressões culturais da Zona Norte. São esses os objetivos da Rádio Comunitária Bicuda FM 98,7 MHz, o veículo de comunicação da ONG Bicuda Ecológica. Situada no bairro de Vaz Lobo, sua transmissão alcança parte de Madureira, Irajá, Vicente de Carvalho, Vila da Penha, Vila Kosmos, Colégio, Rocha Miranda, Guadalupe, Oswaldo Cruz, Campinho e Thomaz Coelho, além de transmitir pela internet através do endereço http://www.bicuda.org.br e também em celulares mais modernos.

Migração de rádio do AM para o FM no Brasil[editar | editar código-fonte]

Com o problema de interferências[1] nos grandes centros urbanos e a produção cada vez menor de aparelhos com recepção de sinal AM, em 2013 o governo federal começou a estudar a possibilidade de migração dessas estações para os atuais canais 5 e 6 de TV analógica, isso será possível assim que o sinal de televisão digital for implantado em todo o território nacional até 2016, com isso as estações de rádio passarão a ocupar a faixa de frequência adjacente à das rádios FM. Projetos similares já deram certo em países como os Estados Unidos e México. [2]

Em 7 de novembro de 2013, foi assinado o decreto que permite a migração às emissoras de rádio que operam na faixa AM migrarem para a faixa FM.[3]

A mudança começa no início de 2014.[4]

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Rádio é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.