Ráscia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Map of Raška.PNG
Raski district.gif

A Ráscia (em servo-croata, Raška ou Рашка) é uma região histórica e geográfica da Sérvia central, entre a Dóclea, a Herzegovina e o Kosovo. Atualmente, quase toda a área está situada dentro da jurisdição do Distrito da Ráscia (em servo-croata, Raška), uma divisão administrativa da atual República da Sérvia (ver abaixo).

Em algumas fontes, a parte meridional da Ráscia é também chamada de Sandjak (Sandžak).

Origens do nome[editar | editar código-fonte]

A Ráscia teria sido batizada em virtude do rio Raška no atual sudoeste da Sérvia. Acredita-se que os serboi (nome grego para um povo da Sarmácia), uma antiga tribo do Cáucaso, provavelmente teria emprestado seu nome aos sérvios eslavos, que eram outro povo de origem totalmente distinta. Os serboi viviam no entorno do rio Volga (chamado de Araxes em grego), também chamado de "Rashki".

História[editar | editar código-fonte]

Na Idade Média, a região era o centro de um estado sérvio, formando o núcleo que levou à criação do Império Sérvio. A capital deste estado ficava na cidade de Ras.

Na obra clássica De Administrando Imperio, o imperador bizantino Constantino VII Porfirogênito descreve a Ráscia como colonizada por sérvios no início do século VII. Segundo ele, os sérvios viviam ainda nas regiões da Travúnia, Zaclúmia, Dóclea, Zeta, Bósnia e Pagânia.

A Casa de Vlastimirović foi batizada pelo Príncipe Vlastimir, trineto do Arconte Desconhecido que teria liderado a migração dos sérvios da Sérvia Branca para os Bálcãs. A dinastia reinou da Ráscia durante o reinado de Heráclio no Império Bizantino, entre 610 e 641.

Do século VII em diante, a história da Ráscia se funde com a história da Sérvia.

Entre 1918 e 1922, o distrito da Ráscia foi uma das unidades administrativas do Reino dos Sérvios, Croatas e Eslovenos. A sede era na cidade de Novi Pazar. Em 1922, uma nova unidade administrativa chamada de Província da Ráscia (Raška Oblast) foi formada com sede em Čačak. Em 1929, esta unidade administrativa foi abolida e seu território foi dividido entre três recém-formadas províncias (banóvinas).

Distrito[editar | editar código-fonte]

O Distrito da Ráscia (em servo-croata Raški okrug ou Рашки округ) se estende no sudoeste da Sérvia e abriga uma população de 300.274 habitantes. O distrito tem sede na cidade de Kraljevo.

Municípios[editar | editar código-fonte]

O distrito compreende os municípios de:

Cultura[editar | editar código-fonte]

Nos arredores de Kraljevo localiza-se o monastério de Žiča. Este templo cristão ortodoxo era o centro espiritual do Império Sérvio medieval e foi construído por volta de 1220 para ser o centro da então recém-fundada Arquidiocese da Sérvia.

O monastério de Studenica foi construído ainda antes, no final do século XII, como dote do rei Estêvão Nêmania, que dotou o prédio de ricos ícones e livros. Depois que o próprio tornou-se soberano se tornou um monge e deixou o trono para se refugiar no Monte Atos, seu filho Estêvão I, o primeiro coroado tratou de cuidar do monastério. Na vizinhança de Novi Pazar existe o monastério de Sopoćani, construído em cerca de 1260 como dote do Rei Estêvão Urosh I, filho de Estêvão I. O maior tesouro do monastério de Sopoćani são seus afrescos, considerados um dos melhores exemplos de pintura medieval européia.

Economia[editar | editar código-fonte]

A economia da Ráscia é dominada pela indústria de eletrônica e não-metais "Magnohrom", pela fábrica de vagões Kraljevo, pela indústria madeireira "Jasen" e pela "Electro Serbia". Outras fábricas e empresas conhecidas são a "Amiga Kraljevo" (iluminação urbana) e a fábrica de dutos e tubulação "Metalservis".

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]