Régis de Oliveira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta biografia de uma pessoa viva não cita as suas fontes ou referências, o que compromete sua credibilidade. (desde Julho de 2012)
Ajude a melhorar este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes fiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing.
Régis de Oliveira
Régis Fernandes de Oliveira
Em 2010, na Câmara dos Deputados.
Prefeito de São Paulo Bandeira da cidade de São Paulo.svg
Mandato 26 de maio de 2000
até 13 de junho de 2000
Antecessor(a) Celso Pitta
Sucessor(a) Celso Pitta
Deputado federal por São Paulo São Paulo
Mandato 1.º -1 de fevereiro de 1995
até 31 de dezembro de 1996
2.º -1 de fevereiro de 2007
até 2010.
Vida
Nascimento 19 de setembro de 1944 (70 anos)
Monte Aprazível, São Paulo
Dados pessoais
Partido Partido Social Cristão
Profissão Magistrado

Régis Fernandes de Oliveira (Monte Aprazível, 19 de setembro de 1944) é um magistrado, professor e político brasileiro.

Régis de Oliveira foi desembargador do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo e foi eleito deputado federal pelo PSDB em 1994. Em 1996 foi eleito vice-prefeito de São Paulo, pelo PFL, na chapa de Celso Pitta. Em 1997, ocupou o cargo de Secretário Municipal de Educação. Filiado ao PMN, assumiu interinamente a prefeitura paulistana quando o Tribunal de Justiça condenou o prefeito Pitta à perda do cargo, por enriquecimento ilícito devido a um empréstimo de oitocentos mil reais, dado a ele pelo empresário Jorge Yunes. Dezoito dias depois, foi cassado o mandado judicial que negava a Pitta a possibilidade de apelar da decisão permanecendo no cargo. Assim, Pitta voltou a exercer o cargo.

Bacharel em Direito pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, é hoje professor titular de Direito Financeiro na Faculdade de Direito do Largo São Francisco (USP).

Foi eleito novamente deputado federal pelo PSC para o período 2007-2011, com cerca de 48 mil votos. Nas eleições de 2010, contudo, não conseguiu se manter na Câmara Federal.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • MACHADO JÚNIOR, Armando Marcondes. Cátedras e catedráticos. Curso de Bacharelado. Faculdade de Direito. Universidade de São Paulo -- 1827-2009. São Paulo: MAGEART, 2010.


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.