RAMDAC

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde Abril de 2008). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Todos os dados processados num computador são digitais, incluindo naturalmente as imagens armazenadas na memória da placa de vídeo. Por outro lado, os monitores CRT que ainda são de longe os mais comuns, são analógicos.

O RAMDAC é o componente da placa de vídeo que faz a ponte entre os dois mundos, convertendo os dados digitais da memória de vídeo nos dados analógicos entendidos pelo monitor. A atualização da imagem é feita através de 5 sinais distintos, transportados pelo cabo de vídeo. Os dois primeiros controlam a movimentação do canhão de elétrons do monitor, que move-se na horizontal e na vertical, atualizando a imagem linha a linha.

Os três sinais restantes são responsáveis por determinar a cor de cada pixel. No monitor, cada ponto da imagem é formado por três pontos distintos: verde, azul e vermelho. As cores são produzidas de acordo com a intensidade de cada um dos três. Num pixel branco os três estão acesos na intensidade máxima, enquanto num azul o ponto azul brilha numa intensidade maior. Os sinais enviados pela placa de vídeo controlam juntamente a intensidade do bombardeio de elétrons em cada um dos pontos.

Apesar de sua utilidade, o RAMDAC é mais um componente que corre o risco de desaparecer ao longo dos próximos anos devido à evolução da informática. Acontece que monitores digitais, como o LCD (cada vez mais populares) e os OLED (que prometem para o futuro) tornam o RAMDAC desnecessário, pois são capazes de receber as imagens em formato digital, sem conversão alguma.

Para que os monitores LCD atuais sejam compatíveis com a saída analógica das placas de vídeo é preciso incluir mais um componente no monitor, o ADC que faz o cominho inverso, convertendo o sinal analógico em digital. Esta dupla conversão é um desperdício que além de aumentar o número de componentes necessários prejudica a qualidade da imagem. Interfaces digitais, como a DVI-D já começam a substituir as saídas analógicas em alguns modelos de placas de vídeo, dispensando o RAMDAC.