Rabino Chefe de Israel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O cargo de Rabino Chefe de Israel já existe há aproximadamente um século. Durante o período do Mandato Britânico, o governo inglês reconheceu o rabinato central das duas comunidades judaicas, ashkenazi e sefaradi - da mesma forma que admitiram a liderança árabe do Mufti em Jerusalém. Estas instituições continuaram a existir depois do Estado de Israel receber sua independência, em 1948. As correntes Harediot dentre os judeus ortodoxos, não aceitaram a autoridade do rabinato chefe central, e são liderados por seus próprios rabinos - apesar de mandarem seus representantes como concorrentes ao cargo e tentarem influenciar politicamente dentro do cargo.

De acordo com a lei israelense, os dois cargos de Rabino Chefe existem no Estado e em quatro rabinatos municipais, na cidade de Jerusalém, Tel Aviv, Haifa e Beer Sheva. Em todas as outras cidades, podem eleger um só rabino para conduzir o rabinato local, e ele não é chamado de rabino chefe.

Muitos dos Rabinos Chefes foram rabinos de cidades israelenses anteriormente.

Lista dos rabinos Chefes de Israel[editar | editar código-fonte]

Rabinato Chefe Militar[editar | editar código-fonte]

Além do rabinato central, existe também o rabinato da Força de Defesa de Israel, que tem como função cuidar dos assuntos religiosos ligados ao funcionamento do exército israelense.

Referências