Rachel Berry

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rachel Berry
Personagem de Glee
Nascimento 18 de Dezembro de 1994 (19 anos)
Origem Estados Unidos Ohio, Americana
Atividade(s) Estudante da faculdade NYADA
Afiliações New Directions
Criado por Ryan Murphy
Brad Falchuk
Ian Brennan
Temporada(s) 5 (6 confirmadas)
Série Glee
Primeira aparição Pilot
Época(s) Atualidade
Episódio(s) 96 (até dezembro de 2013)
Interpretado por Lea Michele
IMDb IMDb
Projecto Televisão  · Portal Televisão

Rachel Barbra Berry Rachel Berry é um personagem fictício da série Glee da FOX . É interpretada pela cantora e atriz Lea Michele. É a capitã e estrela do glee club, New Directions. Tem dezessete anos, é judia e estuda no William McKinley High School, em Lima, Ohio. Rachel é considerada impopular pela maioria dos outros alunos, por ser muito egocêntrica e ambiciosa. Ela normalmente é muito competitiva e sempre quer receber a parte que ela acha que lhe é de direito. Criada por dois pais homossexuais, Hiram e Leroy, Rachel descobre, posteriormente, que sua mãe biológica é Shelby Corcoran. Rachel é a personagem com mais solos em Glee.[1]

A atuação de Lea já lhe rendeu duas indicações ao Globo de Ouro[2] [3] e uma ao Emmy[4] .

. Glee - Canal FOX
www.canalfox.com.br
Glee - Site Oficial. Glee é uma comédia musical que fala sobre um grupo de jovens ambiciosos e talentosos que fogem de uma dura realidade do ensino médio através de um grupo musical

Rachel Berry Lea Michele

Com apenas 8 anos de idade, Lea Michele teve sua estreia na Broadway na peça “Les Misérables”, onde personificou a Young Cossette. Desde então Michele tem compartilhado o cenário ao lado de grandes estrelas da Broadway como Audra McDonald, Brian Stokes Mitchell na peça “Ragtime” e Alfred Molina e o elenco de “Fiddler on the Roof”. Melhor conhecida pela sua atuação como Wendla, na peça da Broadway ganhadora do Tony®, “Spring Awakening”. Michele foi nomeada ao prêmio do Drama Desk como Melhor Atriz em um Musical. Ela tem se apresentando no “Radio City Music Hall” junto aos elencos de “Spring Awakening”, “Ragtime” e “Fiddler on the Roof”, na entrega dos prêmios Tony®. Michele fez parte do elenco de todas essas produções. Ela também fez o papel de Eponine na peça “Les Misérables” no Hollywood Bowl. Lea tem se apresentando em monólogos para platéias no Feinstein, localizado no Loews Regency em Nova Iorque e no Upright Cabaret em Los Angeles. Na televisão ela tem atuado em “Third Watch” e “Guiding Light”.

Entrando em sua quinta temporada, GLEE é uma comédia musical sobre um grupo de jovens ambiciosos e talentosos que escapam de sua dura realidade do ensino médio em um coral onde encontram força, aceitação e, principalmente, suas vozes.

Historia da Rachel Berry


Rachel Berry é um personagem fictício da série Glee da FOX.No dia em que dois homens gays adotaram Rachel Berry, uma estrela nasceu. Pelo menos, é isso que ela vive dizendo a si mesma desde que ela ganhou seu primeiro concurso de dança com três meses de idade. Seu nome foi inspirado na personagem Rachel Green da série Friends. Rachel é solitária, mas focada e, de certo modo, entusiasmada, pelo seus sonhos de carreira profissional. Por ser diferente das demais adolescentes de sua geração é constantemente ridicularizada na escola WMHS (William McKinley High School), principalmente por Santana – uma garota de origem latina, que esconde um segredo - por causa do tamanho do seu nariz e sua baixa estatura. Rachel não aceita que ninguém seja melhor que ela, portanto passa a maioria das temporadas sozinha. Rachel é judia, adotada, tem como ídolo Barbra Streisand e ainda alimenta um amor não correspondido por Finn - sua única fraqueza - o quarterback de futebol americano (esporte que Rachel "jogou" uma vez) popular que se junta ao clube e descobre ali uma nova paixão. Rachel provoca, muitas vezes, a irritação dos outros membros do Glee, como Kurt e Mercedes. Porém, todos entram em consenso quando o assunto é Rachel: sua voz é a essência do clube. Na segunda temporada, Rachel convence seus colegas de clube a apresentarem músicas originais nas competições, devido a problemas, causados por Sue. Nas Regionais de 2011, o New Directions apresentam duas músicas, uma delas sendo um solo épico de Rachel escrito pela própria, chamado Get It Right. Pela apresentação emocionante de Rachel, Will a escolhe como a MVP da competição. Já na terceira temporada, Shelby, a mãe dela, que aparecera na 1ª temporada, volta, mas a relação entre as duas não é das melhores, mas é normal para a situação.

Temporada 3 & Temporada 4.


Nessa temporada, Rachel está tentando entrar para a faculdade fictícia de artes chamada NYADA (New York Academy of the Dramatic Arts), junto com Kurt, que se tornou seu melhor amigo, mas isso será um martírio para a vida dela e ela não desistirá até conseguir entrar. Finn pede Rachel em casamento e, achando que não vai conseguir a vaga na faculdade, ela aceita. Porém, tanto os pais de Finn, quanto os pais de Rachel (que finalmente apareceram na série, depois de duas temporadas e meia sendo apenas citados) se mostram contra o casamento, por eles serem muito novos. Rachel entra em NYADA e se muda para Nova York, sem Finn, Kurt ou qualquer outra pessoa, apenas sozinha na Big Apple. Porém, dias depois Kurt se muda para Nova Iorque e Rachel que até então morava no campus se muda com o mesmo para uma casa. Kurt entra para NYADA. Após algum tempo Santana Lopez surpreendedoramente aparece na casa dos dois, e diz estar se mudando, para alcançar seu sonho, a fama. Rachel, continua correndo atrás de seu sonho em Nova Iorque que é atuar na Broadway. Rachel, consegue um teste para uma nova reapresentação de Funny Girl - peça que ela cita desde os primórdios de GLEE - e passa para a segunda etapa do teste: o callback. Entretanto, temporada acaba sem que o público saiba o resultado. Rachel em Nova Iorque tem 2 dos seus 3 melhores amigos, o Kurt e a Santana, sendo o 3º o Blaine que ainda vive em Lima, Ohio.

Em memória de Cory Monteith.

Cory Monteith atuou no filme Monte Carlo ao lado de Leighton Meester, Selena Gomez e Katie Cassidy. Na televisão atuou no seriado Kaya como protagonista e estrelou como convidado em Kyle XY. Ele também fez inúmeras participações como convidado nos seriados Smallville, Sobrenatural, Stargate, Flash Gordon e Interns. Além disso, atuou no telefilme Hybrid em 2007. Alguns filmes que Monteith fez incluem, Final Destination 3, The Invisible, Deck the Halls e Whisper.

Monteith nasceu em Calgary, Alberta, Canada, e mudou-se para Vancouver ainda muito novo. Ao longo de sua vida trabalhou como recepcionista no Wal-Mart, motorista de ônibus escolar, carpinteiro e motorista de táxi, antes de seguir a carreira de ator.

Em 13 de julho de 2013 Cory foi encontrado morto em um quarto no vigésimo primeiro andar do hotel The Fairmont Pacific Rim em Vancouver.22 Apesar de a polícia de Vancouver não ter conseguido determinar a causa da morte de imediato, desde o início eram fortes os indícios de overdose, já que seu histórico de luta contra as drogas perdurava durante algum tempo.23 A necrópsia foi feita em 15 de julho por legistas da Colúmbia Britânica.24 25 Logo após a notícia da morte, sua assessora declarou: "Estamos muito tristes ao confirmar que os relatos sobre a morte de Cory Monteith são precisos. Estamos em estado de choque e de luto desta trágica perda."26 O relatório preliminar da autópsia indicou que a morte de Monteith foi causada pela mistura de substâncias que juntas aumentam seu potencial de toxicidade. No caso, foram encontrados em seu organismo heroína e álcool,27 28 sendo mais provável que sua morte foi acidental.29 O relatório final divulgado em outubro de 2013 confirmou o que havia sido divulgado anteriormente. A análise dos legistas determinou também que havia codeína e morfina no organismo do ator no momento de sua morte. De acordo com a polícia, no quarto haviam objetos normalmente utilizados para o consumo de heroína, incluído uma colher com resíduos e uma agulha hipodérmica usada, bem como duas garrafas de champagne vazias. Sobre como o abuso de drogas determinou a morte Monteith, o legista escreveu que o ator havia passado por períodos intermitentes entre consumo frequente de drogas e abstinência por toda sua vida, e que após um período prolongado sem consumir opiáceos qualquer nível de concentração que anteriormente era tolerado poderia ser potencialmente fatal.30

O corpo do ator foi cremado em Vancouver no Canadá em um cerimônia privada apenas para a família e para a namorada Lea no dia 16 de julho.3

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. "Funk". Brad Falchuk (director, writer). Glee. Fox. June 1, 2010. Episódio número 21, 1ª temporada.
  2. Hollywood Foreign Press Association (December 15, 2009). The 67th Annual Golden Globe Awards Nominations. Press release. Página visitada em 15 December 2009.
  3. Complete List of 2010 Golden Globe Nominations E! Online (December 15, 2009). Visitado em 2010-04-03.
  4. Glee no Emmy Terra (December 15, 2009). Visitado em 2010- 31-07.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]