Racionais MC's

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Racionais MC's
Tipografia utilizada pelo grupo nos seus álbuns mais recentes.
Informação geral
Origem São Paulo, SP
País  Brasil
Gênero(s) Rap, hip hop alternativo
Período em atividade 1988 – atualmente
Gravadora(s) Zimbabwe, Cosa Nostra
Afiliação(ões) Jorge Ben Jor, Afro X,Detentos do Rap, Trilha Sonora do Gueto, Dexter, Rosana Bronk's, Chorão
Página oficial racionais25.com.br.
Integrantes Mano Brown
Edi Rock
Ice Blue
KL Jay

Racionais MC's[1] é um grupo brasileiro de rap, fundado em 1988. Formado por Mano Brown, Edi Rock, Ice Blue e KL Jay, suas músicas retratam a vida difícil das periferias de São Paulo. Questões como violência da polícia, do Estado e do crime organizado, discriminação racial e social são temas recorrentes em suas letras.

História[editar | editar código-fonte]

Um dos principais grupos de rap brasileiro, o Racionais MC's surgiu no final da década de 1980. O nome do grupo foi inspirado no disco Racional de Tim Maia. A faixa Ela Partiu, do disco Tim Maia e Convidados (1977) deu inspiração à batida da música "O Homem na Estrada" um dos maiores sucessos do grupo. A primeira gravação do grupo foi feita em 1988, quando o selo Zimbabwe Records lançou a coletânea Consciência Black, Vol. I. Neste LP, apareceram os dois primeiros sucessos do grupo: "Pânico na Zona Sul" e "Tempos Difíceis". Ambas canções apareceriam dois anos depois em Holocausto Urbano, primeiro disco solo do grupo de rap.[2] No LP, Racionais MC's denuncia em suas letras o racismo e a miséria na periferia de São Paulo, marcada pela violência e pelo crime. O álbum tornou os Racionais MC's bem conhecidos na periferia paulistana, o grupo fez uma série de shows pela Grande São Paulo. Ainda naquele ano, o conjunto fez dois shows na Febem. Em 1991, os Racionais MC's abriram o show do pioneiro Public Enemy, um dos mais famosos grupos de hip hop americano, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. A popularização na periferia de São Paulo fez com que os integrantes dos Racionais MC's passassem a desenvolver trabalhos especialmente voltados para comunidades pobres, dentre os quais um projeto criado pela Secretaria Municipal de Educação de São Paulo, em que o conjunto realizou palestras em escolas sobre drogas, racismo, violência policial, entre outros temas. No final de 1992, foi lançado Escolha seu Caminho, segundo LP do grupo. No ano seguinte, participaram do projeto "Música Negra em Ação", realizado no Teatro das Nações em São Paulo, e gravaram o disco Raio x Brasil, terceiro disco do conjunto, lançado em uma festa na quadra da escola de samba Rosas de Ouro, para um público estimado de 10 mil pessoas.

KL Jay, Dj do grupo Racionais MC's.

Canções deste disco como "Fim de Semana no Parque" e "Homem na Estrada" (ambas de Mano Brown) fizeram grande sucesso em bailes de rap e nas rádios do genêro em todo o país.

Principal atração do Rap no Vale, um concerto de rap realizado no final de 1994, no Vale do Anhangabaú (centro de São Paulo), e que terminou em confusão e quebra-quebra, os membros do grupo foram presos pela polícia sob acusação de incitação à violência - a violência policial é um tema freqüente nas letras do grupo.[2] Ainda naquele ano, a gravadora Zimbabwe lançou a coletânea Racionais MC's. Populares, os Racionais MC's participaram nos anos seguintes de vários concertos filantrópicos em benefício de HIV positivos, campanhas de agasalho e contra a fome, além de atuarem em protestos como o aniversário da Abolição dos Escravos no Brasil. No final de 1997, foi lançado o disco Sobrevivendo no Inferno, pelo selo Cosa Nostra (do próprio grupo), que vendeu cerca de 500 mil cópias. Dentre os grandes sucessos deste álbum estão "Diário de um Detento", "Fórmula Mágica da Paz", "Capítulo 4, Versículo 3" e "Mágico de Oz".

Com esse disco, os Racionais MC's deixavam de ser um fenômeno na periferia paulistana para fazer sucesso entre outros grupos sociais. Apesar disso, o grupo adotou uma postura antimídia. Um exemplo notório foi a cerimônia de premiação do Video Music Brasil, da MTV Brasil, quando a emissora teve muita dificuldade para levar o grupo para a premiação e Mano Brown ressaltou que a mãe havia lavado muita roupa pra '"playboy" pra faze-lo chegar até ali [3] Em 2002, o grupo lançou Nada Como um Dia Após o Outro Dia, disco duplo que, assim como seu antecessor, foi bem recebido pela crítica. Entre os maiores sucessos estão "Vida Loka I", "Vida Loka II", "Negro Drama", "Jesus Chorou" e "Estilo Cachorro".[4] Em 2006, o grupo lançou 1000 Trutas, 1000 Tretas, primeiro DVD do grupo. Em 5 de maio de 2007, os Racionais fizeram um show na Virada Cultural de São Paulo, mas os fãs da banda entraram em confronto com os policiais transformando o evento em um campo de batalha.[5] Desde então, a participação de grupos de rap no evento é minúscula.[6] [7]

Em 2012, o grupo lançou a musica "Mil Faces de um Homem Leal", composta para o documentário sobre a vida do guerrilheiro Carlos Marighella.[8] [9] Ainda naquele, eles participaram do MTV Video Music Brasil, fazendo o show de encerramento do evento.[10]

Dois anos depois, a produtora Boogie Naipe realiza o retorno do grupo, aproveitando para fazer uma comemoração de 25 anos. Ao longo de 2014 o Racionais MC’s pretende lançar diversas novidades e estar mais próximo ao público. A produtora Boogie Naipe faz uma parceria com a Agência Mirror de comunicação integrada para poder levar um novo conceito ao grupo iniciando assim a uma nova fase, denomidada: Racionais, como você nunca viu.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Mano Brown no show ao vivo do DVD 1000 Trutas 1000 Tretas

A discografia de Racionais MC's consiste em três coletâneas, cinco álbuns de estúdio e dois álbuns ao vivo. Sobrevivendo no Inferno, lançado em 1997,[11] foi o que teve mais vendas. O grupo já lançou mais de 10 trabalhos.

Solos[editar | editar código-fonte]

  • Preso Na Teia - Ice Blue, Helião & Dj Cia (Em Breve)
  • Boogie Naipe - Mano Brown
  • Contra nós ninguém será - Edi Rock (2013)
  • Ciclo Fechado - Mano Brown (1995)
  • Ódio com Amor - Ice Blue (1996)
  • KL Jay Na Batida Vol. 3 - KL Jay (2001)
  • Rotação 33 Fita Mixada - KL Jay (2008)

Coletâneas[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio[editar | editar código-fonte]

Albuns ao vivo[editar | editar código-fonte]

Compilações[editar | editar código-fonte]

  • Tá na Chuva (2009)

Obs: o Álbum "Tá na Chuva" não é considerado um álbum oficial, e sim uma compilação feita por fãs do grupo com diversas músicas avulsas e inéditas.

Novas Músicas Lançadas[editar | editar código-fonte]

  • Mano Brown - Se Você Não Vem part. Lino Krizz & Helião
  • Ice Blue - Dias De Setembro part. Lino Krizz
  • Racionais Mc's - Marighella
  • Mano Brown - Amor Distante
  • Ice Blue & Helião - Cores & Valores part. Mano Brown
  • Mano Brown - Boa Noite SP part. Banda Black Rio
  • Mano Brown - Dance, Dance part. Seu Jorge & Don Pixote
  • Edi Rock - Aquecendo As Naves part. Don Pixote & Helião
  • Ice Blue & Helião - Ronaldo Fenomeno part. Terra Preta
  • Mano Brown - Nova Função part. Don Pixote
  • Edi Rock - That's my way part. Seu Jorge

Videografia[editar | editar código-fonte]

DVDs[editar | editar código-fonte]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Ref
1998 VMB Escolha da Audiência [12]
2002 Prêmio Hutúz Grupo ou Artista Solo [13]
2006 Ordem ao Mérito Cultural Música [14]
2009 Prêmio Hutúz Melhores artistas da década [15]
2012 VMB Clipe do Ano [16]

Referências

  1. Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira. Racionais MC's. Página visitada em 9 de janeiro de 2012.
  2. a b Racionais MC's cliquemusic.uol.com.br. Página visitada em 2009-08-01.
  3. G1 > Música - NOTÍCIAS - Reuniões em lanchonete do Centro levaram Racionais à MTV g1.globo.com. Página visitada em 28-Agosto-2010.
  4. Racionais MC's – Descubra músicas, vídeos, shows e fotos na Last.fm www.lastfm.com.br. Página visitada em 2009-08-01.
  5. Folha Online - Cotidiano - Virada Cultural se transforma em campo de batalha no centro de SP - 06/05/2007 www1.folha.uol.com.br. Página visitada em 8 de Maio de 2010.
  6. O Rap Na Virada Cultural www.noticiario-periferico.com. Página visitada em 8 de Maio de 2010.
  7. Portal Vermelho .:: A Esquerda Bem Informada ::. www.vermelho.org.br. Página visitada em 8 de Maio de 2010.
  8. Documentário e videoclipe dos Racionais MC’s retomam a história de Marighella - Saraiva Conteúdo, 13 de agosto de 2012
  9. “Mil Faces de um Homem Leal (Marighella)” - Revista Rolling Stone, dezembro de 2012
  10. Com trutas e novos sons, Racionais MC's encerram o VMB 2012 - MTV, 21 de setembro de 2012
  11. Álbuns de Racionais MC's – Descubra músicas, vídeos, shows e fotos na Last.fm www.lastfm.com.br. Página visitada em 2009-08-01.
  12. 1998-VMB-MTV Brasil.
  13. Cliquemusic: Matéria: Prêmio Hutus anuncia seus indicados cliquemusic.uol.com.br. Página visitada em 23 de Dezembro de 2009.
  14. Ministério da Cultura - MinC - Pífanos, Viola, Bumba-Meu-Boi, Carimbó e Cacuriá homenageados com a Ordem do Mérito Cultural.
  15. .:. HUTÚZ 10 ANOS.:. 74.125.47.132. Página visitada em 23 de Dezembro de 2009.
  16. 'Mil Faces de Um Homem Leal', dos Racionais, é o Clipe do Ano no VMB.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • ALBIN, Ricardo Cravo. Dicionário Houaiss Ilustrado Música Popular Brasileira - Criação e Supervisão Geral Ricardo Cravo Albin. Rio de Janeiro: Instituto Antônio Houaiss, Instituto Cultural Cravo Albin e Editora Paracatu, 2006.
  • AMARAL, Euclides. Alguns Aspectos da MPB. Rio de Janeiro: Edição do Autor, 2008. 2ª ed. Esteio Editora, 2010.
  • CHAVES, Xico e CYNTRÃO, Sylvia. Da Paulicéia à Centopéia Desvairada - as Vanguardas e a MPB. Rio de Janeiro: Elo Editora, 1999.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Racionais MC's