Rafael Pombo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde Maio de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Rafael Pombo
Nascimento 7 de Novembro de 1833
Bogotá
Morte 5 de Maio de 1912 (78 anos)
Bogotá
Nacionalidade Colômbia Colombiana
Progenitores Mãe: Ana Maria Rebolledo
Pai: Lino de Pombo O'Donnell
Título Poeta Nacional da Colômbia , recebido em 20 de agosto de 1905

Rafael Pombo (Bogotá, 7 de novembro de 1833 - 5 de maio de 1912) foi um poeta, jornalista e escritor de fábulas colombiano.

Biografia[editar | editar código-fonte]

É filho de Lino de Pombo O'Donnell e de Ana Maria Rebolledo, dois membros de famílias aristocratas de Popayán. Estudou matemáticas numa escola militar, abandonando as ciências para se dedicar à poesia. Parte para os Estados Unidos como secretário de uma delegação colombiana em Washington. É depois encarregue pela D. Appleton & Company para traduzir cirandas tradicionais anglo-saxónicas para espanhol. O resultado desse trabalho é, mais do que uma tradução, uma adaptação livre editada em dois volumes sob os títulos Cuentos pintados para niños e Cuentos morales para niños formales. Após 17 anos nos Estados Unidos, regressa à Colômbia onde trabalha como tradutor e jornalista, criando diversos jornais. A 20 de agosto de 1905 ele é premiado como Poeta Nacional da Colômbia. O seu estado de saúde deteriora-se progressivamente e morre em Bogotá a 5 de maio de 1912.

Ícone de esboço Este artigo sobre a biografia de um(a) escritor(a), poeta ou poetisa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.