Ralph Firman

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ralph Firman
Ralph Firman 2008 Super GT.jpg
Firman em 2008, quando corria na Super GT.
Nome completo Ralph David Firman Jr.
Nacionalidade    Inglaterra Inglês/República da Irlanda Irlandês
Data de nascimento 20 de Maio de 1975 (39 anos)
Registros na Fórmula 1
Anos 2003
Times 1 (Jordan)
Campeonatos 0 (20º em 2003)
Pontos 1
Voltas mais rápidas 0
Primeiro GP Austrália GP da Austrália, 2003
(não-classificado)
Último GP Japão GP do Japão, 2003
GPs Poles Pódios Vitórias
15 (14 largadas) 0 0 0
Registros nas 24 Horas de Le Mans
Anos 2004
Times Racing for Holland
Outros campeonatos
2005-2008
1997-2002
1995
A1 Grand Prix
Fórmula Nippon
Fórmula 3 Inglesa

Ralph David Firman Jr. (Norwich, 20 de maio de 1975) é um piloto de corridas do Reino Unido. Possui cidadania irlandesa (sua mãe, Angela, nasceu na República da Irlanda).

Disputou a temporada de 2003 da Fórmula 1 pela extinta equipe Jordan, marcando um ponto.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Fórmula 3 e polêmica em Macau[editar | editar código-fonte]

Firman em 1995, quando corria pela F-3 inglesa.

Filho do proprietário da Van Diemen (também chamado Ralph Firman), empresa que fabricava carros da Fórmula Ford nas décadas de 1970 e 1980, tem uma irmã que também chegou a correr profissionalmente - Natasha Firman, irmã mais nova de Ralph, não teve uma trajetória tão longa quanto ele, que iniciou a carreira em 1995, ganhando o título da Fórmula 3 Inglesa no ano seguinte (no ano anterior, ficou com o vice - o campeão foi Oliver Gavin).

Firman envolveu-se em uma polêmica no Grande Prémio de Macau de 1996, onde foi o vencedor - nas duas baterias, disputou a vitória com o italiano Jarno Trulli, então campeão da F-3 alemã, que o ultrapassara na última volta da segunda parte. Numa atitude polêmica, o anglo-irlandês bateu no Hairpin e bloqueou a pista, causando bandeira vermelha. A direção de prova considerou os resultados da volta anterior e deu a vitória a Firman.

Carreira no Japão[editar | editar código-fonte]

Entre 1997 e 2002, Firman mudou-se para o Japão, onde disputaria a Fórmula Nippon pelas equipes Team TMS (1997), Team Nova (1998-2000) e Nakajima Racing (2001-2002), se destacando por esta última. Venceu a temporada de 2002 da categoria, alcançando oito pódios (quatro vitórias, dois segundos lugares e um terceiro). Isto lhe rendeu um teste com a BAR, sendo este o segundo contato dele com um carro de Fórmula 1 - ele havia testado um carro da McLaren em 1993, quando tinha apenas 18 anos.

Fórmula 1[editar | editar código-fonte]

Firman pilota o carro da Jordan no GP da França de 2003.

A equipe Jordan, que vivia situação financeira instável desde 2002, contratou Firman, que venceu a disputa com o brasileiro Felipe Massa, no início de 2003. Eddie Jordan, dono da escuderia, precisava de um "pay-driver" (piloto pagante) para aumentar o caixa do time, e o piloto anglo-irlandês terminaria sendo o escolhido.

Sua estreia foi no GP da Austrália, e ele não completou a corrida, devido a um acidente. Na etapa do Brasil, a suspensão de seu carro desmanchou-se na reta e acertou o francês Olivier Panis, da Toyota. Firman marcou seu único ponto no GP da Espanha, ao chegar em oitavo lugar.

Ele ainda sofreria outro grave acidente, desta vez na Hungria. No terceiro treino livre, Firman vinha rápido no terceiro trecho de Hungaroring quando o aerofólio se soltou, fazendo com que o carro perdesse o controle e batesse forte na barreira de pneus. O piloto sofreu fratura no tornozelo e dores no pescoço, fazendo com que fosse substituído pelo húngaro Zsolt Baumgartner em duas corridas.

De volta à Jordan nos GP's dos EUA e do Japão, Firman não chegaria ao final da primeira corrida e terminaria a segunda em décimo-quarto lugar. Chateado, Eddie Jordan cancelou o contrato de Firman, que duraria mais três anos. Depois de negociações com a Minardi, o anglo-irlandês não encontraria vaga no time italiano e, desta forma, sua carreira na F-1 estava encerrada.

Outras categorias[editar | editar código-fonte]

Firman pilotando um Honda HSV-010 GT da ARTA nos 400 quilômetros de Fuji, pela Super GT.

Depois da Fórmula 1, Firman participaria das 24 Horas de Le Mans, da A1 Grand Prix e da Super GT.


Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Ralph Firman
Ícone de esboço Este artigo sobre Automobilismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.