Raniero d’Elci

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Raniero d’Elci
Cardeal da Santa Igreja Romana
Decano do Colégio dos Cardeais

Título

Cardeal-bispo de Óstia-Velletri
Cardeal-presbítero de Santa Sabina
Ordenação e Nomeação
Ordenação Presbiteral 21 de dezembro de 1699[1] [2]
Ordenação Episcopal 1730
Cardinalato
Criação 20 de dezembro de 1737, in pectore, pelo Papa Clemente XII
Brasão
CardinalCoA PioM.svg
Dados Pessoais
Nascimento Flag of the Grand Duchy of Tuscany (1840).svg Florença
7 de Março de 1670
Falecimento Estados Pontifícios Roma
22 de junho de 1761 (91 anos)
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Raniero d’Elci (7 de março de 1670 - 22 de junho de 1761[1] ) foi um cardeal florentino, decano do Colégio dos Cardeais.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Segundo dos quatro filhos do Conde Filippo d’Elci, marquês de Monticiano e de Francesca Torrigiani. Era da antiga família Pannocchieschi, que tomou o nome de seu castelo, d'Elci.[1] Sobrinho-neto do cardeal Scipione Pannocchieschi d’Elci e tio do cardeal Francesco d’Elci.

Foi enviado para o Collegio Tolomei, de Siena, para estudar ciências, mas ele estava inclinado a estudar jurisprudência, portanto, ele frequentou a Universidade de Pisa, onde obteve o doutorado utroque iure, tanto em direito canônico como direito civil, em 2 de agosto de 1695, enquanto que em Pisa, ele viveu na casa de seu tio, Francesco d’Elci, arcebispo da cidade. Durante o pontificado do Papa Inocêncio XII, ele foi para Roma, para a prática do direito, frequentado os tribunais onde encontrou advogados de grande fama.[1]

Vida religiosa[editar | editar código-fonte]

Foi ordenado padre em 21 de dezembro de 1699. Ele entrou na prelazia romana e foi inscrito entre os prelados dos Tribunais da Assinatura Apostólica da Justiça e da Graça em 17 de maio de 1700. Inquisitor na Ilha de Malta, em 24 de fevereiro de 1711. Clérigo da Câmara Apostólica, em 2 de maio de 1716, sucedendo o falecido Monsenhor Oronzio Salinari Lecce. Demitiu-se do clero da Câmara Apostólica para se tornar vice-legado de Avinhão, cargo que ocupou de 20 de maio de 1719 até 7 de março de 1731. Em 1721, a praga que afetou Marselha afetou a alguns dos territórios da legação de Avinhão e ele trabalhou incansavelmente ajudando os doentes e os pobres.[1]

Eleito arcebispo-titular de Rodhes, em 22 de novembro de 1730, foi provavelmente consagrado ainda nesse ano.[2] Nomeado núncio na França, de 2 de janeiro de 1731 até 10 de outubro de 1738.[1]

Criado cardeal in pectore no consistório de 20 de dezembro de 1737, pelo Papa Clemente XII, sendo seu nome publicado no consistório de 23 de junho de 1738.[2] Recebeu o barrete cardinalício e o título de Santa Sabina em 23 de julho. Foi nomeado Arcebispo de Ferrara em 5 de maio, recebendo o pálio em 22 de julho. Ele recusou a Sé metropolitana de Pisa, em janeiro de 1745.[1]

Passa para a ordem dos cardeais-bispos e assume a sé suburbicária de Sabina em 10 de abril de 1747, retendo in commendam o título de Santa Sabina. Passa para a sé de Porto e Santa Rufina em 9 de abril de 1753. Em 12 de janeiro de 1756, assume a suburbicária de Ostia–Velletri, sé do decano do Sacro Colégio dos Cardeais. Foi protetor da Pontifícia Academia Teológica de Roma, e do Hospício Apostólico em San Michele.[1] Chegou a receber alguns votos no Conclave de 1758, todavia, sua elevada idade o atrapalhou.

Morreu em 22 de junho de 1761, em Roma. Velado na basílica franciscana de Ss. XII Apostoli, em Roma, a sua paróquia, onde o funeral teve lugar, seus restos foram transferidos e enterrados em seu título, a basílica Dominicana de Santa Sabina, na capela de sua família dedicada a Santa Catarina de Siena.[1]

Conclaves[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g h i The Cardinals of the Holy Roman Church (em inglês).
  2. a b c d e Raniero Cardinal d’Elci. Catholic-Hierarchy. Página visitada em 11 de junho de 2012.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Alessandro Aldobrandini
Archbishop CoA PioM.svg
Arcebispo-titular de Rodhes

17301738
Sucedido por
Giovanni Angelo Ciocchi del Monte
Precedido por
Bartolomeo Massei
Flag of the Papal States (pre 1808).svg
Núncio apostólico na França

17311738
Sucedido por
?
Precedido por
Mihály Frigyes Althan
brasão cardinalício
Cardeal-presbítero de Santa Sabina

17371761
Depois de 1747, in commendam
Sucedido por
Leonardo Antonelli
Precedido por
Tommaso Ruffo
Archbishop CoA PioM.svg
Arcebispo de Ferrara

17381740
Sucedido por
Bonaventura Barberini, O.F.M. Cap.
Precedido por
Vincenzo Bichi
Cardeal
Cardeal-bispo de Sabina

17471753
Sucedido por
Silvio Valenti Gonzaga
Precedido por
Pierluigi Carafa
Cardeal
Cardeal-bispo de Porto e Santa Rufina

17531756
Sucedido por
Giovanni Antonio Guadagni, O.C.D.
Precedido por:
Pierluigi Carafa
Cardeal
Cardeal-bispo de Óstia-Velletri

Sucedido por:
Giuseppe Spinelli
Deão do Sacro Colégio Cardinalíco
17561761