Raquel Tavares

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Raquel Tavares
RaquelBairro.JPG
Raquel Tavares em 2008
Informação geral
Nascimento 11 de Janeiro de 1985
Origem Lisboa
País  Portugal
Gênero(s) Fado
Instrumento(s) Vocal
Período em atividade 1997 - presente
Gravadora(s) Movieplay

Raquel Tavares (Lisboa, 11 de janeiro de 1985) é uma fadista portuguesa.[1] [2]

Assinala a fadista Beatriz da Conceição como uma das suas maiores referências.[3]

Carreira[editar | editar código-fonte]

O seu nome ganhou uma notoriedade nacional no fado pela primeira vez em 1997, ano em que, com 12 anos, venceu na Grande Noite do Fado, iniciativa da Casa da Imprensa[4] .

Ainda antes de de lançar o seu álbum homónimo foi a "atracção nacional" na revista do ano de 2005 "Arre Potter que é demais!", no Parque Mayer, mais concretamente no Teatro Maria Vitória.[5]

O seu álbum Raquel Tavares chegaria em 2006, pela editora Movieplay. Na produção esteve Jorge Fernando, que também tocou viola.[6]

2006 foi ainda o ano em que recebeu o Prémio Revelação Amália Rodrigues, da Fundação Amália Rodrigues.

Na primavera de 2008, também pela Movieplay, saiu Bairro, o álbum de estúdio seguinte produzido por Diogo Clemente que também toca viola de fado. Este trabalho inclui ainda um DVD com realização de Aurélio Vasques e Ana Rocha de Sousa.[7]

Raquel Tavares participou em diversas compilações, como em Novo Fado da editora Difference, em 2006, onde interpreta "Meditando Eu a Vi" ou na secção "Hoje" de Fado: Sempre! Ontem, Hoje e Amanhã = Always! Yesterday, Today and Tomorrow, da iPlay, de 2008, com o tema "Manjerico"[8]

A fadista foi uma das vozes escolhidas para participar na homenagem a Adriano Correia de Oliveira, no CD e DVD da Movieplay, Adriano, Aqui e Agora: O Tributo, de 2007, interpretando "Cantar Para Um Pastor", com arranjo de Diogo Clemente,[9] tendo ainda participado noutro tributo no mesmo ano, neste caso no documentário João Pedro Moreira "Não Me Obriguem A Vir Para A Rua Gritar: Tributo A Zeca Afonso", da SubFilmes.[10]

Raquel Tavares passou já por várias casas de fados ("Café Luso", "Senhor Vinho", "Arcadas do Faia", "Adega Mesquita", "Adega Machado"),[11] sendo agora uma presença regular na Casa de Linhares "Bacalhau De Molho", onde se podem também encontrar nomes como Celeste Rodrigues, Maria da Nazaré, Ana Moura, Jorge Fernando, Manuel Bastos, Maria do Carmo ou Vânia Duarte.[12]

As suas actuações estendem-se além fronteiras, com visitas registadas a vários países e cidades como Paris, Roma, Madrid e até a Santiago do Chile.[13]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.

Em 2004, Raquel desempenhou um pequeno papel de fadista, no filme de Mário Barroso "O Milagre segundo Salomé".[14]

Raquel Tavares e o dançarino profissional João Tiago formaram o par que representou Portugal na segunda edição do Festival Eurovisão da Dança, a 6 de Setembro de 2008, em Glasgow, Escócia, Reino Unido, que contou com a participação de 15 países, tendo ficado na 8ª posição com 61 pontos.[15] A fadista participou na terceira edição do programa televisivo "Dança Comigo", versão portuguesa de "Strictly Comes Dancing", ficando em 2º lugar mas tomando o lugar europeu que no ano anterior pertencera à apresentadora Sónia Araújo.[16]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de Estúdio[editar | editar código-fonte]

Participações[editar | editar código-fonte]

Convidada[editar | editar código-fonte]

Compilações[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Raquel Tavares
Guitarra e Viola Douradas.png Raquel Tavares venceu a Grande Noite do Fado 1997 da Casa da Imprensa de Lisboa, na categoria de Juniores Femininos
Ícone de esboço Este artigo sobre um cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.