Rav

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Rav (em hebraico רב): "muito", "grande quantidade", também podendo significar "mestre", referindo-se àquele que possui muito conhecimento.

A terminologia Rav na tradição judaica[editar | editar código-fonte]

Inicialmente, o termo foi utilizado para se referir aos estudiosos das academias rabínicas da Babilônia, em justaposição ao termo rabi, empregado na referência aos acadêmicos da Terra de Israel. Assim, pode-se identificar a origem e local de ordenação das diferentes autoridades talmúdicas: Rabi Akiva - proveniente da Terra de Israel, enquanto Rav Yossef atua na Babilônia[1] .

O termo também foi empregado no Talmud como sinônimo para Abba Ariḥa, rabino considerado o último dos tanaítas e primeiro dos amoraítas. Desta forma, ao apresentar a palavra Rav desacompanhada de um nome, o texto talmúdico está se referindo, automaticamente, ao Rav Abba Ariḥa.

Este termo é utilizado dentro do judaísmo para definir Rabinos de grande importância em uma determinada área de atuação, servindo como um título que significa "mestre" ou "aquele que detém grande conhecimento".

A terminologia Rav na língua portuguesa[editar | editar código-fonte]

A gramática hebraica permite a combinação de qualquer substantivo com qualquer dos pronomes pessoais, através do sistema de declinações. Desta forma, rabi significará "meu mestre", enquanto rabênu (ou rabêinu, de acordo com a pronúncia ashkenazí) significará "nosso mestre". Destas declinações surgiram as terminologias rabi e rabino, em língua portuguesa[2] .

Referências

  1. BIRNBAUM, Philip. Encyclopedia of Jewish concepts. 3ª ed. New York : Sanhedrin Press, 1979.
  2. HOUAISS, Antônio e VILLAR, Mauro S. Dicionário Houaiss da língua portuguesa. Rio de Janeiro : Objetiva, 2001.