Reação SN2

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Estrutura do estado de transição SN2

A reação SN2 (também conhecida como substituição nucleofílica bimolecular ou como ataque pela retaguarda, como é comumente tratada pelos químicos[1] [2] [3] ) é um tipo de substituição nucleofílica, onde um par solitário de um nucleófilo ataca um centro eletrofílico deficiente em elétrons e ligações a ele, expulsando um outro grupo chamado de grupo lábil. Assim, o grupo em introdução substitui o grupo lábil em uma etapa. Uma vez que duas espécies reagentes estão envolvidos na lenta etapa determinante de taxa da reação, isto conduz ao nome substituição nucleofílica bimolecular , ou SN2. Entre os químicos inorgânicos, a reação SN2 é frequentemente conhecida como mecanismo de intercâmbio.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Ana Júlia de Aquino Silveira; Substituição Nucleofílica Bimolecular; Universidade Federal do Pará - www.ufpa.br
  2. Mecanismos de reações - www.unirio.br
  3. Ricardo Elias de Miranda Candeiro; Unidade Compacta para Produção de Radiotraçador Gasoso CH382Br e Desenvolvimento de Metodologia para Inspeção em Instalações Industriais; Tese de doutorado defendida em 2008; COPPE/UFRJ - www.con.ufrj.br
  • BRESLOW, R.; Organic Reaction Mechanisms, an Introduction; New York: W. A. Benjamin, 1969 - cap. 3.
  • ENGBERSEN, J.F.J. en de GROOT, A.E.; Inleiding in de Bio-organische Chemie; Wageningen: Pudoc 1986 - cap. 6.
  • HARRIS, J.M. and WANSER, C. C.; Fundamentals of Organic Reaction Mechanisms; New York: Wiley&Sons, 1976 - cap. 4.