Rebecca (livro)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou secção:

Rebecca, a mulher inesquecível, é o romance de maior repercussão da escritora britânica Daphne Du Maurier. Escrito em 1938, logo tornou-se sucesso de crítica ao retratar a história de uma mulher que se casa com um viúvo muito rico e rude, e passa a viver na mansão onde um dia reinou absoluta Rebecca, a primeira mulher de Max the Winter, que era adorada por todos. O clima de mistério sobre a vida e a morte de Rebecca atiça a curiosidade da segunda esposa de Mr. the Winter, que se sente dia após dia oprimida pela dúvida do amor imortal do marido pela falecida esposa. O diretor Alfred Hitchcock trouxe o livro às telas do cinema, estrelado pelos atores Laurence Olivier e Joan Fontaine, que lhe rendeu o Oscar de Melhor Filme do ano de 1940.

O livro Rebecca foi alvo de especulações sobre o fato de ser muito parecido com o livro da escritora brasileira Carolina Nabuco "A Sucessora", escrito quatro anos antes. Investigações apontaram que Daphne Du Maurier teve acesso ao livro da escritora brasileira antes de escrever Rebecca. Polêmicas a parte, o sucesso creditado ao livro deve-se ao tema instigante sobre a mulher que vive assombrada pelo fantasma da primeira esposa do seu marido, amargando a dúvida sobre os sentimentos ainda creditados a outra pessoa, em detrimento de seu atual relacionamento. Exemplo desse tema encontramos em outro clássico da literatura brasileira, do imortal escritor José de Alencar, "Encarnação".

Para os leitores que queiram conhecer o que ocorreu com os protagonistas após o fim do livro Rebecca, a escritora Susan Hill se propôs a contar em seu livro "Mrs. the Winter" o que imaginou ter sucedido aos principais personagens do livro de Daphne Du Maurier.

Ver também[editar | editar código-fonte]