Red Bull Ring

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Áustria Red Bull Ring
A1-Ring
Circuit A1 Ring.png
Mapa do circuito.
Informações da corrida
Localização Spielberg - Estíria, Áustria
Voltas 71
Percurso 4.326 km (2.688 mi)
Total 298.494 km (185.476 mi)
Curvas 8
Pole Brasil Rubens Barrichello
Ferrari V10
1min 08s 082
2002
Volta mais rápida
na prova
Alemanha Michael Schumacher
Ferrari V10
1min 08s 337
2002
Anos disputados 8
Primeira disputa 1997
Última disputa 2014
Maior vencedor (pilotos) Finlândia Mika Hakkinen (2)
Alemanha Michael Schumacher (2)
Maior vencedor (equipe) Reino Unido McLaren (3)
Itália Ferrari (3)
Última corrida (2014):
Pole Position
Piloto Brasil Felipe Massa
Williams-Mercedes V6 Turbo
Tempo 1min 08s 759
Volta mais rápida
Piloto México Sergio Pérez
Force India-Mercedes V6 Turbo
Tempo 1min 12s 142
Pódio
Primeiro Alemanha Nico Rosberg
Mercedes V6 Turbo
1h 27min 54s 976
Segundo Reino Unido Lewis Hamilton
Mercedes V6 Turbo
+1s 932
Terceiro Finlândia Valtteri Bottas
Williams-Mercedes V6 Turbo
+8s 172

Red Bull Ring foi um circuito de corrida austríaco que sediou o Grande Prêmio da Áustria de Fórmula 1 por 18 anos consecutivos, desde 1970 até 1987. Inaugurado em 1969 como Österreichring, foi reduzido, reconstruído e renomeado em 1997 para A1-Ring sediando novamente o Grande Prêmio da Áustria de 1997 até 2003. Hoje a pista é de propriedade da Red Bull, que reconstruiu todas as instalações do autódromo e renomeou-o para Red Bull Ring. O traçado criado em 1997 foi mantido.

A pista é localizada em Spielberg, no estado de Styria. O velho Österreichring normalmente era referido como localizado na cidade de Zeltweg, que é maior e mais conhecida. Contudo, o circuito nunca foi relocalizado, somente modificado. A partir de 2014, o circuito passará a se chamar Target Ring.


O velho Österreichring[editar | editar código-fonte]

A pista foi conhecida por ter muitas curvas rápidas, assim como as mudanças visíveis na elevação durante uma volta. Muitos consideraram Österreichring perigoso, especialmente a “Boschkurve”, uma curva para a direita de 180 graus com quase nenhuma área de escape. Tragicamente, o estadunidense Mark Donohue morreu após bater na curva “Hella-Licht” em 1975. Sabe-se também que o tetracampeão do mundo Alain Prost disse frequentemente que todas as pistas poderiam ser modificadas mas que o Österreichring deveria permanecer intocado, apenas adicionando áreas de escape para maior segurança.

Vencedores de GPs de F1 em A1-Ring[editar | editar código-fonte]

Ano Vencedor Equipe Resumo
2014 Alemanha Nico Rosberg Mercedes Detalhes
Não houve de 2004 à 2013
2003 Alemanha Michael Schumacher Ferrari Detalhes
2002 Alemanha Michael Schumacher Ferrari Detalhes
2001 Reino Unido David Coulthard McLaren-Mercedes Detalhes
2000 Finlândia Mika Häkkinen McLaren-Mercedes Detalhes
1999 Reino Unido Eddie Irvine Ferrari Detalhes
1998 Finlândia Mika Häkkinen McLaren-Mercedes Detalhes
1997 Canadá Jacques Villeneuve Williams-Renault Detalhes

O novo A1-Ring[editar | editar código-fonte]

Principalmente devido aos interesses de segurança, a pista foi abandonada pela Fórmula 1 por quase uma década. O circuito foi reconstruído totalmente, no mesmo local, por Hermann Tilke em 1995 e 1996. O circuito foi encurtado em 4.326 quilômetros (2.684 milhas), as curvas rápidas substituídas por três righthanders apertados, a fim de alcançar oportunidades para a F1. São três retas longas, assim como uma seção mista, pedida para os boxes.

Rebatizado A1-Ring (depois que surge um patrocinador, a empresa de telefonia móvel A1), o Grande Prêmio da Áustria de Fórmula 1 foi disputado entre 1997 e 2003.

Vencedores de GPs de F1 em Österreichring[editar | editar código-fonte]

Ano Vencedor Equipe Resumo
1987 Reino Unido Nigel Mansell Williams-Honda Detalhes
1986 França Alain Prost McLaren-TAG Detalhes
1985 França Alain Prost McLaren-TAG Detalhes
1984 Áustria Niki Lauda McLaren-TAG Detalhes
1983 França Alain Prost Renault Detalhes
1982 Itália Elio de Angelis Lotus-Ford Detalhes
1981 França Jacques Laffite Ligier-Matra Detalhes
1980 França Jean-Pierre Jabouille Renault Detalhes
1979 Austrália Alan Jones Williams-Ford Detalhes
1978 Suécia Ronnie Peterson Lotus-Ford Detalhes
1977 Austrália Alan Jones Shadow-Ford Detalhes
1976 Reino Unido John Watson Penske-Ford Detalhes
1975 Itália Vittorio Brambilla March-Ford Detalhes
1974 Argentina Carlos Reutemann Brabham-Ford Detalhes
1973 Suécia Ronnie Peterson Lotus-Ford Detalhes
1972 Brasil Emerson Fittipaldi Lotus-Ford Detalhes
1971 Suíça Jo Siffert BRM Detalhes
1970 Bélgica Jacky Ickx Ferrari Detalhes

O Quase Fim do Autódromo[editar | editar código-fonte]

Em 2004, um ano após a pista sair do calendário da Fórmula 1, iniciou-se um projeto de reforma completa das instalações para poder voltar a sediar a categoria. No entanto, os proprietários do circuito mudaram de idéia e após destruirem toda a área dos boxes, boa parte das arquibancadas e parte do circuito, o projeto de reconstrução foi abandonado. Entre 2004 e 2005, existiram discussões intensas se o novo proprietário, a Red Bull, que havia adquirido a pista, encontraria um outro uso para o local ou para trazer de volta as corridas esportivas. Entretanto, em janeiro de 2005, isto parecia mais improvável do que nunca. Dietrich Mateschitz, dono da Red Bull anunciava publicamente que não tinha nenhuma intenção de desperdiçar dinheiro em um circuito deficitário. No entanto, em 2011, sete anos após a inativação do circuito, a Red Bull optou por retomar o projeto e reconstruir a pista e todas as demais instalações que haviam sido destruidas em 2004, como a área dos boxes e as arquibancadas.

Red Bull Ring[editar | editar código-fonte]

Em Maio de 2011, houve a reinauguração da pista, rebatizada com o nome Red Bull Ring. Nesse ano, o circuito recebeu corridas do DTM, Fórmula 2 e Fórmula 3, além de Fórmula Renault e outros campeonatos menores de automobilismo.

Em 2014, o circuito voltou a receber o Grande Prêmio da Áustria de Fórmula 1, em corrida ocorrida no dia 22 de junho.

Link externo[editar | editar código-fonte]