Redd Kross

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Redd Kross
Redd Kross.jpg
Informação geral
Origem Hawthorne, Califórnia
País  Estados Unidos
Gênero(s) rock alternativo
Período em atividade 1980 - 1997
2004 - Atualmente
Gravadora(s) Frontier
Big Time
Atlantic
This Way Up
Universal International
Integrantes
Jeff McDonald
Roy McDonald
Gere Fennelly
Greg Hetson
Eddie Kurdziel
Steven McDonald
Brian Reitzell
Dez Cadena
Robert Hecker
Dave Peterson
Ron Reyes

Inspirada muito pelos temas de cereais matinais [jingles e propagandas] e por programas infantis, assim como pelo velho rock & roll, a banda cult e punk-pop Redd Kross foi a concepção final dos irmãos Steven e Jeff McDonald, nascidos em Hawthorne, subúrbio de Los Angeles (também a terra natal dos Beach Boys). Ambos começaram a tocar instrumentos juntos e na época da puberdade. Steve (baixo) e Jeff (vocal), com 11 e 15 anos, respectivamente, formaram sua primeira banda, The Tourists, em 1978. Foram estimulados pelo som que ouviam em clubes locais, como o Roxy ou o Whiskey-a-Go-Go.

História[editar | editar código-fonte]

Após fechar o grupo com os colegas de escola Greg Hetson (guitarra) e Ron Rayes (baterista), os Tourists fizeram seu primeiro show, abrindo para o Black Flag. A banda mudou o nome para Red Cross, e lançou seu primeiro EP em 1980. Depois do afastamento de Hetson e Reyes da Banda (que foram para o Circle Jerks e Black Flag, respectivamente), os irmãos McDonald contaram com a ajuda de vários músicos do underground para a gravação do disco Born Innocent, de 1981, trabalho que mixou a obsessão dos irmãos pela cultura pop com a música, notada em faixas como "Linda Blair" e "Charlie" (sobre Charles Manson, que criou a música "Cease to Exist", canção que o Red Cross também incluiu em seu disco).

Após o lançamento do álbum, a banda foi ameaçada com um processo executado pela própria Cruz Vermelha Internacional (International Red Cross); o grupo portanto mudou o nome para Redd Kross e em 1984 lançou Teen Babes from Monsanto, uma coletânea de covers de vários artistas, como David Bowie, Rolling Stones e The Shangri-Las. Naquele ano, a banda fez a trilha sonora para o filme B Desperate Teenage Lovedolls, que incluia o cover transcendental de "It's A (Sunshine Day)", da banda Brady Bunch.

Em 1987, com o guitarrista Robert Hecker e o baterista Roy McDonald (sem grau de parentesco com os irmãos), o álbum Neurotica foi lançado. Canções como "Frosted Flake", "The Ballad of Tatum O'Tot and the Fried Vegetables" e "Janus, Jeanie & George Harrison" catapultaram a banda para fora do underground; pouco depois do álbum ser lançado, entretanto, o selo Big Time fechou, e uma briga na justiça impediu que o Redd Kross lançasse qualquer material sob esse nome durante um período de três anos.

The Tater Totz[editar | editar código-fonte]

Os irmãos McDonald, juntamente com Michael Quercio, da banda Three O'Clock, e Danny Bonaduce, membro do Patridge Family, fizeram um projeto paralelo chamado The Tater Totz, e lançaram o disco Alien Sleestaks From Brazil, em 1989 - o título era uma acenação para os filhos de Sid e Marty Krofft, do seriado Land of the Lost. O LP era uma coletânea de covers satíricos e surrerais, e trazia versões de, por exemplo, "Give Peace a Chance" (John Lennon), "We Will Rock You" (Queen) e "Don't Worry Kyoko", de Yoko Ono. No mesmo ano, outro trabalho do Tater Totz saía: se tratava de Sgt. Shonen's Exploding Plastic Eastman Band Mono! Stereo, gravado com o ex-Runaway Cherie Currie e o futuro membro do Nirvana e Foo Fighters Pat Smear. Os McDonalds também se voltaram a outro projeto lateral, Anarchy 6, para o tributo mock punk Hardcore Lives!.

Finalmente, em 1990, o Redd Kross assinou com o selo Atlantic, lançando o surpreendente Third Eye. Depois de uma aparição no filme brega Spirit of 76, de 1991, a banda lançou vários singles antes do álbum Phaseshifter, de 1993, ampliado musicalmente pelo guitarrista Eddie Kurdziel, a tecladista Gere Fennely e o baterista Brian Reitzell. Com a exceção de Fennelly, o Redd Kross retornou às atividades em 2004 com o disco Show World, mas continuou sem subir aos palcos - a última apresentação havia sido em 1996.

Hoje[editar | editar código-fonte]

Em primeiro de julho de 2006, o Redd Kross quebra o jejum de dez anos e faz um concerto no REDCAT (Roy and Edna Disney / Cal Arts Theater), no Disney Hall em Los Angeles. A formação tinha os irmãos McDonald, Robert Hecker e Roy McDonald. A banda tocou os clássicos e introduziu um novo material para um público de grande ovação. Mais além, o grupo marcou novos shows para a América do Norte e Europa.

Flag of the United States.svgGuitarra masc.png Este artigo sobre uma banda ou grupo musical dos Estados Unidos, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.