Rede Minas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde agosto de 2011).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Nuvola apps important square.svg
Um editor detectou que este artigo ou partes de seu texto podem ter partes copiadas de websites ou outras fontes sem a devida autorização do autor.
Por favor consulte o que a Wikipédia não é e tente resolver estas objeções na página de discussão deste artigo.
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde agosto de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Rede Minas
Fundação TV Minas Cultural e Educativa
Tipo Rede estadual de televisão pública
País  Brasil
Fundação 14 de agosto de 1984 (29 anos)
por Tancredo Neves
Pertence a Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais
Proprietário Governo do Estado de Minas Gerais
Cidade de origem Minas Gerais Belo Horizonte, MG
Sede Bandeira de Belo Horizonte (Minas Gerais).svg Belo Horizonte, MG
Avenida Nossa Senhora do Carmo, 931 - Sion
Estúdios Bandeira de Belo Horizonte (Minas Gerais).svg Belo Horizonte, MG
Avenida Nossa Senhora do Carmo, 931 - Sion
Formato de vídeo 480i (SDTV)
1080i (HDTV)
Afiliações TV Brasil
TV Cultura
Cobertura Estado de Minas Gerais
Emissoras afiliadas Bandeira de Juiz de Fora.svg TVE Juiz de Fora (Juiz de Fora)
Bandeira Ipatinga.gif TV Cultura Vale do Aço (Ipatinga)
Bandeirapocos.gif TV Poços (Poços de Caldas)
Bandeira Pouso Alegre.jpg TV Libertas (Pouso Alegre)
Bandeira sao joao del rei.jpg TV Campos de Minas (São João del-Rei)
Bandeira viçosa.jpg TV Viçosa (Viçosa)
Bandeira São Sebastião do Paraíso.jpg TV Sudoeste (São Sebastião do Paraíso)
Bandeira Unaí.jpg TV Rio Preto (Unaí)
Bandeira Januaria.jpg TV Norte (Januária)
Bandeiraandradas.jpg TV Andradas (Andradas)
Flag of None.svg TV Sul (Guaxupé)
Bandeira de divinópolis.svg TV Candidés (Divinópolis)
Bandeira Coronel Fabriciano.png TV Unileste (Coronel Fabriciano)
BandeiraAraxa.jpg TV Sintonia (Araxá)
Bandeira MontesClaros MinasGerais Brasil.svg TV Geraes (Montes Claros)
Parademinas.gif TVI (Pará de Minas)
Bandeira Uberlandia MinasGerais Brasil.svg TV Universitária (Uberlândia)
Vga bandeira.jpg TV Princesa (Varginha)
Espírito Santo (estado) TVE ES (Vitória)
Paraná RTV Metroplitana (Sarandi-Maringá)
Paraná RTV Maringá (Maringá)
Cobertura internacional Brasil e América do Sul (satélite)
Página oficial Rede Minas
Disponibilidade aberta e gratuita
Analógico
02 VHF (Montes Claros, Poços de Caldas, Cipotânea, Vitória e Maringá)
03 VHF (Pouso Alegre e Araxá)
04 VHF (Ipatinga, Uberlândia e Guaxupé)
05 VHF (Uberaba)
07 VHF (Varginha e Januária)
09 VHF (Belo Horizonte e Pratápolis)
10 VHF (Maringá)
11 VHF (São João del-Rei)
12 VHF (Juiz de Fora)
13 VHF (Unaí, Viçosa e Itamogi)
21 UHF (Cássia)
22 UHF (Poços de Caldas)
23 UHF (Itaú de Minas e Capetinga)
24 UHF (Nova Resende)
31 UHF (São Sebastião do Paraíso e São Tomás de Aquino)
35 UHF (Santa Rita do Sapucaí)
36 UHF (Andradas, Jacuí e São Pedro da União)
46 UHF (Pará de Minas)
48 UHF (Coronel Fabriciano)
Digital
17 UHF (Belo Horizonte)
20 UHF (Vitória)
Em implantação:
33 UHF (Maringá)
36 UHF (Uberlândia)
Disponibilidade por cabo
NET
Canal 20 (Belo Horizonte)
Astro
Canal 20

Rede Minas é uma emissora brasileira de televisão cultural e educativa, com foco na formação do cidadão. Sua programação sintetiza a diversidade cultural, econômica, social e educativa de Minas Gerais, adotando uma atitude de respeito aos costumes locais e à tradição do povo mineiro. Está no ar desde 1984.

História[editar | editar código-fonte]

Sede da Rede Minas, na Avenida Nossa Senhora do Carmo

. A Rede Minas é uma televisão de caráter cultural e educativo, que foi criada pelo decreto nº 23.807, de 14 de agosto de 1984, na gestão do governador Tancredo de Almeida Neves e do Secretario de Estado de Cultura José Aparecido de Oliveira.

O jornalista Guy de Almeida foi o diretor da implantação, e Dalton Canabrava Filho o primeiro presidente da televisão. Sua inauguração aconteceu em 8 de dezembro de 1984.

Sua primeira sede funcionava em uma casa localizada na Avenida Assis Chateaubriand, 167, no bairro Floresta na região leste de Belo Horizonte, permanecendo neste endereço por dez anos.

Na época de sua inauguração, a área de abrangência do sinal da TV atingia alguns municípios da Região Metropolitana de Belo Horizonte. Sua programação, com retransmissão simultânea da TVE do Rio de Janeiro, ia ao ar das 18h à meia-noite.

Em 1995, a sede da televisão foi transferida para Avenida Nossa Senhora do Carmo, 931, no bairro Sion, região Centro-Sul da capital, e passou a adotar a marca Rede Minas.

As primeiras produções locais foram realizadas em 1985. Momentos de Minas foi um desses programas pioneiros que, mais tarde, deu lugar ao Jornal Minas. Em 1987, entraram no ar o Alta Tensão, o Testemunha Ocular e o Agenda, ampliando a grade de produções locais. Na mesma época, o alcance da Rede Minas aumentou com a instalação de um link de micro-ondas que ligava Belo Horizonte ao Sul de Minas.

A média diária de exibição da emissora que era de 6 horas de programação subiu no ano de 1987 para 17 horas e meia. Em 1996, ela passou a transmitir 24 horas diárias de programação.

Em 1990, além da programação do SINRED – Sistema Nacional de Radiodifusão Educativa, a Rede Minas passou a transmitir também produções da TV Cultura de São Paulo e TVE Rio de Janeiro desde 2009 a emissora mineira mantém convênio também com a TV Brasil, retransmitindo o seu sinal.

Em 1993, a Lei 11.179 reorganizou a Fundação TV Minas Cultural e Educativa, transformando-a em fundação pública, sem fins lucrativos, com autonomia administrativa e financeira, isenta de tributação estadual e detentora de privilégios legais atribuídos a entidades de utilidade pública.

Em abril de 1998, a emissora mineira inaugurou seu sistema de transmissão via satélite, com 336 retransmissoras veiculando sua programação. Esse foi o marco inicial da interiorização da programação da emissora no Estado.

A partir de 2004, a abrangência do sinal cresceu, chegando em 2010 com cerca de 80% dos municípios mineiros com retransmissoras.

Parte delas são de estações, sob a responsabilidade do DETEL - Departamento Estadual de Telecomunicações, que instala e realiza a manutenção dos equipamentos. A rede mantém 44 emissoras afiliadas no interior mineiro, corroborando para essa abrangência.

Em dezembro de 2005, a Rede Minas assinou termo de parceria com a ADTV - Associação de Desenvolvimento da Radiodifusão de Minas Gerais, uma OSCIP - Organização da Sociedade Civil de Interesse Público, adotando um novo modelo administrativo-gerencial, para viabilizar o desempenho das atividades da TV que não são exclusivas do Estado.

Para acompanhar as atividades da OSCIP, por meios de critérios objetivos e transparentes, de avaliação de resultados, adequados ao controle social, é vital a participação de órgãos colegiados representativos da sociedade civil, que são representados pela Assembléia Geral, os Conselhos de Administração e Fiscal, que se reúnem com periodicidade.

Desta forma, tornou-se possível dar maior agilidade e transparência às ações, bem como flexibilidade à destinação de recursos.

A ADTV produz conteúdo para a grade de programação e capta parte dos recursos para serem investidos na produção, juntamente com o valor repassado pelo Governo do Estado de Minas Gerais.

A Fundação TV Minas Cultural e Educativa, através de sua diretoria, é responsável pelas diretrizes em relação ao conteúdo a ser produzido em seus diversos segmentos.

Em 2010, a Rede Minas entra definitivamente para a era da TV digital, com o lançamento de sua transmissão digitalizada.

A Rede Minas é a terceira maior TV pública do país - está presente em grande parte dos municípios mineiros e também nacionalmente, com programas exibidos pela TV Brasil e TV Cultura de São Paulo. Toda a programação da emissora também pode ser acessada de todo o mundo, através do seu portal www.redeminas.tv.

Em 2010, é implantado o sistema de transmissão digital, garantindo um alto padrão de qualidade técnica, associado à aquisição de equipamentos digitais de captação, em consonância com as inovações tecnológicas adotadas pelo segmento da televisão em todo o mundo.

Desde sua criação a emissora forma e consolida valores da sociedade, contribuindo ativamente para a construção da cidadania. A Rede Minas está integrada à política cultural do Estado por meio da Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais.

Suas ações priorizam a inclusão social, a cultura, a educação, a saúde, o lazer e o respeito ao ser humano. A emissora proporciona a todos direito à informação com qualidade. Investindo em pessoas e em tecnologia, a Rede Minas ajuda a criar condições para que todos os mineiros exerçam sua cidadania.

É associada à ABEPEC - Associação Brasileira das Emissoras Públicas, Educativas e Culturais, junto a outras 20 emissoras educativas, e a entidade trabalha para a elaboração de políticas públicas de caráter não comercial.

Contribui para o desenvolvimento intelectual, social e econômico de Minas Gerais, promovendo seus valores e o intercâmbio com outros agentes de educação e cultura, por meio da produção e veiculação de programas de televisão de interesse público.

É referência nacional de televisão pública, comprometida com a ética, voltada para a produção e veiculação de conteúdos criativos, inovadores e de qualidade. [1]

Programação[editar | editar código-fonte]

Além de fazer um misto de retransmissão da TV Brasil e da TV Cultura, a Rede Minas produz os seguintes programas:

  • Opinião Minas: De Segunda a Sexta, às 08h30;
  • Jornal Minas 1ª edição: De Segunda a Sexta, às 11h30;
  • Coletânea: Sexta, às 18h00;
  • Jornal Minas 2ª edição: De Segunda à Sábado, às 19h00;
  • Clube do Esporte: De Segunda à Sexta, às 19h20;
  • Brasil das Gerais: De Segunda à Sexta, às 19h30;
  • Programa Planeta: Segunda, às 20h30;
  • BDMG em Rede: Segunda e Quarta, às 20h55;
  • +Ação: Terça, às 20h30;
  • Dango Balango: Terça, às 10h00
  • Agenda: De Segunda à Sexta, às 22h00, Sábados às 20h30;
  • Trilhas do Sabor: Segunda, às 22h30;
  • Diverso: Terça, às 22h30;
  • Palavra Cruzada: Quarta, às 22h30;
  • Imagem da Palavra: Quinta, às 22h30;
  • Minas Rural: Sábado, às 09h30;
  • Futurando: Sábado, às 13h00;
  • Alto-Falante: Sábado, às 17h00;
  • Cine Magazine: Sábado, às 19h30;
  • Noturno: Sábado, às 20h30;
  • Curta: Domingo, às 15h30;
  • Feira Moderna: Domingo, às 16h00;
  • Harmonia: Domingo, às 18h00;
  • Bem Cultural: Domingo, às 19h00;
  • Meio de Campo: Domingo, às 21h00.

Vários programas da Rede Minas são exibidos nacionalmente pela TV Brasil (Diverso, Alto-Falante, Rede Jovem de Cidadania, Dango Balango e envio diário de matérias para o Repórter Brasil, e comentários semanais para o jornalismo esportivo), pela TV Cultura (+Ação) e pela TV Rá Tim Bum (Dango Balango).

Sinal[editar | editar código-fonte]

A rede pode ser sintonizada no canal 9 da TV aberta, em Belo Horizonte e todas as cidades da região metropolitana. Na TV a cabo, no canal 20. A transmissão digital ocupa o canal 17 UHF.

No interior do estado, a recepção é feita por meio de canais disponibilizados em cada localidade, por intermédio de emissoras afiliadas ou estações retransmissoras do DETEL ou das Prefeituras. Em toda a América Latina, a rede pode também ser assistida por meio de antena parabólica com receptor digital (frequência de 3.695,5 mHz, polarização horizontal, taxa de símbolos 3.600 ks/s, FEC ¾).

Desde 2010, a programação também pode ser assistida pelo site www.redeminas.tv que transmite simultaneamente e sob demanda o conteúdo referente a sua programação, sendo o portal um espaço para o internauta/telespectador opinar, sugerir, propor e discutir temas pertinentes a cultura, educação e entretenimento. Em 2011, a Rede Minas intensificou suas ações nas redes sociais, e possui hoje a segundo maior perfil de emissoras regionais de Minas no Twitter, com mais de 10 mil seguidores do @redeminas. Sua Fan Page no Facebook traz informações sobre a programação além de abrir espaço para participação dos internautas. Todos os programas da casa possuem canais no YouTube, além do próprio canal da Rede Minas.[2]

Referências

  1. Rede Minas de Televisão
  2. Rede Minas de Televisão

Ligações externas[editar | editar código-fonte]