Referendo constitucional em Madagáscar (2007)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Flag of Madagascar.svg

O referendo constitucional de 2007 em Madagáscar realizou-se no dia 4 de Abril de 2007[1] .

O referendo propões três alterações constitucionais principais[2] :

Segundo a Comissão Eleitoral existem 7,35 milhões de eleitores, numa população de 18 milhões, foi a votos em 17 546 secções de votos, espalhadas pelos 108 distritos de 22 regiões, no segundo referendo à Constituição desde 1992[3] .

Os partidos da oposição alinharam pelo Não por acharem que a alteração dará poderes excessivos ao presidente.

Resultados[editar | editar código-fonte]

A revisão da Constituição foi aprovada com o Sim a vencer por larga maioria dos votos expressos.[4] .

A afluência às urnas foi de 43,75% e o "Sim" obteve 75,30% dos sufrágios expressos.

Esta votação abre claramente caminho a todas as alterações constitucionais que estavam propostas.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências