Referendo da Carta de Unidade Nacional no Burundi em 1991

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Burundi
Coat of arms of Burundi.svg

Este artigo é parte da série:
Política e governo do
Burundi



Outros países · Atlas

Burundi realizou um referendo em 9 de fevereiro de 1991, em que eleitores foram questionados se eram a favor ou contra o projeto da "Carta de Unidade Nacional".

A Carta[editar | editar código-fonte]

A 'Carta de Unidade Nacional' destinava-se a abolir formalmente a discriminação étnica e a permitir a criação de uma nova Constituição para promover o processo de democratização do país.

Resultados[editar | editar código-fonte]

e • d 'Sumário do 9 de fevereiro de 1991 em Burundi'
resultado do Referendo Constitucional
Resultado Votos %
Votos Sim 1,876,958 89.77
Votos Não 213,817 10.23
Total (afluência: 96.2%) 2,090,775 100.00
Votos inválidos 13,163
Total dos votos 2,103,938
Eleitores registrados 2,186,591
Source: African Elections Database

Na sequência da aprovação da Carta, o trabalho começou com o objetivo de elaborar uma nova Constituição. O projeto de Constituição foi aprovado em um referendo realizado em 9 de março de 1992. Foi promulgada em 13 de março de 1992.

Ver também[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre eleição na África é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre o Burundi é um esboço relacionado ao Projeto África. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.