Região do Alto Tietê

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Trecho do Rio Tietê em Poá.

Região do Alto Tietê, é a denominação aplicada aos municípios localizados na região da nascente do Rio Tietê (ver mapa). São eles: Arujá, Biritiba-Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Salesópolis, Santa Isabel e Suzano, totalizando 1.511.078 habitantes. A região recebe esse nome por causa da localização geográfica das cidades. O Rio Tietê nasce no município de Salesópolis e percorre parte desses municípios antes de chegar a Capital.

O Alto Tietê possui uma produção variada e riquíssima, que vai desde artigos manufaturados até verduras e legumes, passando pelas flores e pela água que abastece milhares de pessoas na região e na Zona leste de São Paulo.[1] Na região há pólos industriais e estâncias turísticas.

Municípios[editar | editar código-fonte]

Igreja Matriz de Biritiba-Mirim.
Pedra Montada, no parque municipal de Guararema.
Igreja Matriz de Itaquaquecetuba.
Panorâmica do bairro do Socorro, em Mogi das Cruzes.
Estância Hidromineral de Poá.
Entrada de Salesópolis.
Igreja Matriz de Santa Isabel.
Paço Municipal de Suzano.


Arujá

Emancipou-se de Santa Isabel em 18 de fevereiro de 1959. 52% de seu território é considerado área de proteção de mananciais. Na cidade a preservação ambiental é bastante acentuada e visível, como em todos municípios limitrófes da região metropolitana. É conhecida como "Cidade Natureza". Está em processo de industrialização, em parte devido a proximidade de Guarulhos, que detém um dos dez maiores parques industriais do país. O município encontra-se na microregião de Guarulhos.


Biritiba-Mirim

Biritiba-Mirim, em tupi-guarani, significa lugar pequeno onde nascem muitos biris. Se emancipou de Mogi das Cruzes em 1963. A cidade é servida amplamente por diversos rios, incluindo o Tietê. Apresenta alto grau de mata nativa da Mata Atlântica. É um dos "pulmões" da Grande São Paulo. Destaque para presença de imigrantes japoneses, vindo a partir de 1929 que até hoje, atuam no ramo hortifrutigranjeiro.


Ferraz de Vasconcelos

O nome da cidade deriva do engenheiro José Ferraz de Vasconcelos. É uma homenagem póstuma ao profissional da Central do Brasil que ajudou a implantar a estação de trem do município. Foi um dos "berços" da uva Itália no Brasil. Sua emancipação política-administrativa de Poá ocorreu em 1954.


Guararema

Eleva a condição de cidade em 1906, Guararema tem um clima considerado por muitos como ótimo, muitas belezas naturais, e arquitetura histórica. Tudo isso confere à Guararema vocação turística. Um dos destaques da cidade é a Pedra Montada, no Parque Municipal da cidade.


Itaquaquecetuba

É uma das cidades mais populosas do Brasil, mais precisamente a 63ª. Pela cidade passa o Trópico de Capricórnio. A cidade possui forte vocação industrial, por causa de sua localização geográfica, por onde passam rodovias como a SP-56, SP-66 e rodovia Ayrton Senna e a proximidade com outros grandes centros urbanos como a capital e Guarulhos. É município desde 1953, quando se emancipou de Mogi das Cruzes. Destaque também para o Parque Ecológico do Tietê no qual divide com os dois municípios citados anteriormente.


Mogi das Cruzes

É a cidade mais populosa do Alto Tietê, 15ª de São Paulo. Recebeu e recebe forte influência japonesa. No últimos anos teve um crescimento econômico acentuado, com a chegada de novas empresas. Mogi das Cruzes alternou pobreza e progresso, como passagem e pouso de viajantes e é hoje centro administrativo do Alto Tietê. Suzano, Poá, Ferraz e Itaquá foram seus distritos no passado. Destaque para o "cinturão verde", que concentra a maior produção de hortifrutigranjeiros do país, as universidades UMC e UBC, setor de comércio e serviços dinâmicos e grande parque industrial. Hoje rivaliza com Suzano no qual foi seu bairro. Contém um Shopping de médio porte que contém quatro salas de cinema.


Poá

Emancipou-se de Mogi das Cruzes em 1949. É uma das estâncias do estado de São Paulo. Da Fonte Áurea é retirada a Água Mineral Poá, que é comercializada em todo o país e que é considerada a mais radioativa água mineral do Brasil. Recebeu o título de estância hidromineral em 1970 e posteriormente, 1978, de estância turística. É um dos municípios com menor território no estado, mesmo assim possui vantagem geográfica por estar localizado bem ao centro do Alto Tietê em relação à Capital. Destaque para o alto índice de desenvolvimento humano - maior do Alto Tietê, com 0,806 -, a exposição de flores Expoá, e a forte vocação econômica para serviços, com mais de 20.000 empresas do tipo instaladas na cidade, atraídas por uma das menores alíquotas de ISS do estado, 2%.


Salesópolis

A natureza, deu à Salesópolis a nascente do rio Tietê. A maior parte do território do município é protegido por leis de proteção ambiental. Ali não são permitidas indústrias. Por ter tantas qualidades naturais foi classificada também como estância turística. O nome da cidade, que se emancipou em 1857, é uma homenagem ao presidente Campos Sales. Pela região passava a Rota do Sal, traficado para burlar o monopólio real e havia movimentado comércio de índios e escravos negros. A localização - "dentro" da Serra do Mar -, o clima, suas belezas naturais, seu manancial de águas fazem de Salesópolis um pólo turístico de inestimável valor.


Santa Isabel

Santa Isabel foi sendo formada indiretamente pela corrida do ouro, no século XVIII. A cidade possui vocação agrícola, pecuária e avícola. Possui uma população flutuante 15.000 habitantes nos feriados e fins de semana, atraídas por chácaras e sítios da zona rural da cidade, que oferecem as belezas naturais da cidade. O município encontra-se na microregião de Guarulhos. Por se tratar de uma cidade que tem mais de 80% de seu território em áreas de preservação de mananciais, quase não possui indústrias, por outro lado, seu potencial turístico é muito vasto. Lá nasce o Rio Jaguari, rio que nomeia a represa que corta além da cidade, as cidades de Igaratá e Jacareí.


Suzano

O nome da cidade também é uma homenagem a um engenheiro da Central do Brasil, Joaquim Suzano Brandão, que trouxe melhorias para a estação de trem da cidade. Se emancipou de Mogi das Cruzes em 1949. A cidade possui grandes indústrias, entre elas a multinacional Suzano Papel e Celulose, que divulga o nome da cidade no Brasil e no exterior, além de responder sozinha por 45% da arrecadação de ICMS da cidade. Destaque também para o esporte no município - como o time do Ecus - e o cultivo de flores. Tem o segundo maior PIB per capita do Alto Tietê.


Listas[editar | editar código-fonte]

Listas de municípios do Alto Tietê:[2]