Reia (satélite)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Reia
Satélite Saturno V
PIA07763 Rhea full globe5.jpg
Características orbitais
Semieixo maior 527.108 km
Excentricidade 0,0012583
Período orbital 4,518212 d
Velocidade orbital média 8,49 km/s
Inclinação 0,345 °
Características físicas
Diâmetro equatorial 1.528 km
Área da superfície 7.337.000 km²
Massa 2,306518 ×1021 kg
Densidade média 1,2333 g/cm³
Gravidade equatorial 0,264 g
Dia sideral 4 d 12 h 26 m 14 s
Velocidade de escape 0,635 km/s
Albedo 0,949 ± 0,003
Temperatura média: -197,2 ºC
-220,2 ºC min
-174,1 ºC max

Reia (FO 1943: Réia) é a segunda maior lua de Saturno com 1528,0 km de diâmetro e com um período orbital de 4,52 dias.
Foi encontrado uma quantidade de oxigênio em Reia, que pode ser uma descoberta importante para a Astrobiologia, com grandes chances de vida extraterrestre.[1]

Atmosfera[editar | editar código-fonte]

Em 27 de novembro de 2010, a NASA anunciou a descoberta de uma atmosfera tênue (exosfera) em Reia. Ela consiste de oxigênio e dióxido de carbono em proporções de aproximadamente 5 para 2. A densidade da atmosfera na superfície é de cerca de 106 moléculas por centímetro cúbico.[2] [3]

Anéis de Reia[editar | editar código-fonte]

Em 6 de março de 2008, Geraint Jones, um cientista especializado na sonda Cassini, anunciou que Reia talvez possua um sistema de anéis tênue[4] . Se a informação se confirmar, seria a primeira descoberta de anéis em torno de uma lua planetária.

Em 2010, a sonda Cassini, da Nasa, encontrou vestígios de oxigênio presentes na atmosfera de Reia. Porém, este não é um fator que consolida a hipótese da existência de vida em Reia, devido ela estar fora da zona de habitabilidade do Sistema Solar.[5]

Referências

  1. http://diario.iol.pt/tecnologia/extraterrestres-nasa-descoberta-saturno-tvi24/1214334-4069.html
  2. Cassini Finds Ethereal Atmosphere at Rhea NASA. Página visitada em 27/11/2010.
  3. Teolis, B. D.; Jones, G. H.; Miles, P. F.; Tokar, R. L.; Magee, B. A.; Waite, J. H.; Roussos, E.; Young, D. T. et al.. (2010). "Cassini Finds an Oxygen-Carbon Dioxide Atmosphere at Saturn's Icy Moon Rhea". Science 330 (6012): 1813–1815. DOI:10.1126/science.1198366.
  4. Jones, Geraint H.; et al.. The Dust Halo of Saturn's Largest Icy Moon, Rhea (em inglês) Journal. Science/AAAS. Página visitada em 28 de setembro de 2009. DOI:10.1126/science.1151524.}
  5. Sonda espacial confirma "ar" com oxigênio em lua de Saturno (em português) Folha.com.
Ícone de esboço Este artigo sobre um satélite natural é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.