Reino da Boémia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
České království
Regnum Bohemiae

Reino da Boêmia
Flag of Bohemia.svg
1212 – 1918 Flag of Czechoslovakia.svg
Flag Brasão
Bandeira Brasão
Localização de Boêmia
Continente Europa
Região Europa Central
País Sacro Império Romano-Germânico
Império Austríaco
Império Austro-húngaro
Capital Praga
Língua oficial checo, alemão
Religião Católica Romana
Husitas
Luteranismo
Governo Monarquia
História
 • 26 de setembro de 1212 Fundação
 • 1918 Desmembramento da Áustria-Hungria

O Reino da Boêmia (português brasileiro) ou Reino da Boémia (português europeu) (em checo: České království, em alemão: Königreich Böhmen; em Latim: Regnum Bohemiae) foi um país da Europa Central, membro independente de fato do Sacro Império Romano-Germânico, do Império Austríaco a partir de 1805 e do Império Austro-húngaro, logo do Compromisso Austro-húngaro entre 1867 e 1918.

História[editar | editar código-fonte]

O reino foi estabelecido formalmente em 1212 por meio da Bula de Ouro da Sicília, promulgada pelo imperador do Sacro Império Romano-Germânico Frederico II.

Seu primeiro rei foi Otacar I da Boêmia, que pertencia à dinastia Premislida.

Em 1251 o rei Otacar II (ou Iron and Golden king) invadiu e incorporou o reino da Boêmia no Arquiducado da Áustria, em 1261.

A zona de Eger seria cedida a Boêmia em 1322 por Luís IV da Baviera.

A partir de então, passou a formar parte do Império Austríaco. Em 1867, a consequência do Compromisso Austro-húngaro, no reino da Boêmia, passou a integrar a parte austríaca do Império Austro-Húngaro.

O reino foi dissolvido em 1918, com a abdicação do último rei boêmio Carlos III, como consequência do desmembramento do Império Austro-húngaro do que formava parte. A Assembleia Nacional de Praga depos oficalmente a dinastia Habsburgo e proclamou a República Checoslovaca.

Ver também[editar | editar código-fonte]