Reino de Loango

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Reino de Luangu)
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde fevereiro de 2015). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Mapa editado em 1754 que mostra a extensão do Reino de Loango em 1708.

O Reino de Loango (Nsi ya Luangu, na língua kikongo) foi um estado pré-colonial africano, entre os século XV e XIX, situado no que é hoje a República do Congo. No seu auge no século XVII o reino expandiu-se de Mayombe, no norte, até Cabinda, em Angola, quase à foz do rio Congo.[1] [2] As origens de tal reino não são claras.

História[editar | editar código-fonte]

Os habitantes de Loango, pertencentes ao grupo bakongo, falavam um dialeto setentrional da língua kikongo, que também era falada no Reino do Kongo. Missionários que visitaram a costa de Loango em fins do século XIX chamavam os habitantes de bafiote e sua língua de fiote. Actualmente eles são conhecidos por vili ou bavili, termo que começa a ser usado a partir do século XVII, quando se utilizava comummente o gentílico mobili.[nota 1]

A mais antiga sociedade com estrutura complexa existente na região vivia em Madingo Kayes, que já era um assentamento diversificado no primeiro século da Era Cristã. De momento, as evidências arqueológicas são muito escassas para revelar algo mais concreto sobre tal sociedade, que existiu entre os fins do século XV e o início do século XVI.

O Reino de Loango não é mencionado nos contos dos primeiros viajantes à região nem nos títulos de 1535 do Rei Afonso I, do Congo, que se refere apenas a Kakongo e Ngoyo, dois de seus vizinhos do sul.[3] Portanto, o relato mais detalhado de que se tem notícia foi registado por visitantes neerlandeses nos anos de 1630, e narra que o reino era originalmente uma parte de Kakongo, no Congo, do qual se separou para se tornar independente provavelmente por volta de 1550.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. plural mobilis.

Referências

  1. OGOT, Bet Hwell Allan. História Geral da África – Vol. V – África do século XVI ao XVIII. [S.l.]: Unesco, 2010. ISBN 9788576521273
  2. NGOÏE-NGALLA, Dominique Ngoïe-Ngalla. Au Royaume du Loango, les athlètes de Dieu. [S.l.]: Editions Publibook, 2010. 92 p. ISBN 9782748354362
  3. SHILLINGTON, Kevin. Encyclopedia of African History. [S.l.]: Routledge, 2013. 1912 p. ISBN 9781135456702
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da República do Congo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.