Reino de Valência

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde abril de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Stendardo del re d'Aragona.png

O Reino cristão de Valência foi criado em 1239, após a conquista da taifa de Balansiya, por parte do rei de Aragão Jaime I, o Conquistador. Posteriormente, foi ampliado até o sul da linha Biar-Busot.

Jaime I, vendo que era difícil repovoar tanto território conquistado, tenta conservar alguns privilégios da população nativa, assim como respeitar suas religiões e costumes, proclamando os Foros de Valência (Els Furs), a partir do qual se criou com entidade de reino e passando a formar parte da Coroa de Aragão. Foi assim dependente da coroa, mas com uma administração própria.

A criação do reino provocou uma irada reação da nobreza aragonesa, que via assim impossível o prolongamento de seus senhorios até as terras valencianas.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre História da Espanha é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.