Reino de Wessex

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Westseaxna rīce
Reino de Wessex
FlagOfSussex.PNG
 
Flag of Kent.svg
 
Flag of Essex.svg
 
Labarum.svg
519 – 927 Flag of England.svg

Bandeira de Wessex

Wyvern de Wessex

Continente Europa
Região Ilhas Britânicas
País Inglaterra
Capital Winchester
Religião Paganism
Cristianismo
Governo Não especificado
Rei (veja a lista completa)
 • 519-534 Cærþic
 • 688-726 Ine
 • 871-899 Ælfrēd
 • 925-927 Æþelstān
Legislatura Witan
História
 • 519 Chegada de Cerdic
 • 927 Unificação por Athelstan

Wessex (em anglo-saxão: Westseaxna rīce, AFI[wæstseˈaksna ˈriːke]) foi um dos sete grandes reinos anglo-saxões (a chamada Heptarquia) que precederam o Reino da Inglaterra. Seu nome advém dos saxões ocidentais (West Saxons, daí "Wessex"). Situado no sul e sudoeste da Grã-Bretanha, o reino existiu do século VI até o surgimento do Estado inglês, no século IX. Perdurou como um condado (earldom) entre 1016 e 1066, deixando de existir oficialmente desde então.

História[editar | editar código-fonte]

Segundo a Crônica Anglo-Saxã, Wessex foi fundado por Cerdic e Cynric, embora os detalhes registrados naquele documento sejam suspeitos. A arqueologia indica que o reino surgiu na área do Tâmisa superior e do Cotswolds, o que faria da crônica apenas uma propaganda política destinada a justificar uma posterior invasão do Hampshire meridional e da Ilha de Wight. O primeiro evento registrado com certeza em Wessex foi o batismo de Cynegils em torno do ano 640.

O reino expandiu suas fronteiras e entrou em conflito com os vizinhos, inclusive a Dumnônia celta (hoje Devon e a Cornualha, que Wessex terminou por dominar) e a Mércia. Após sua vitória sobre a Mércia em 825 e o reconhecimento de sua suserania pelos nortúmbrios em 829, Egberto tornou-se o primeiro rei da Inglaterra.

Um sistema de cidades fortificadas (burhs) concebido por Alfredo, o Grande, impediu que os invasores dinamarqueses dos anos 870 conquistassem o sul da Inglaterra. Está documentada a existência de trinta e três fortes, os quais garantiam que ninguém no Wessex estivesse mais de um dia a cavalo de um refúgio seguro.

Southwark pertencia ao reino mas Londres estava além do território do Wessex. Incluíam-se entre as povoações importantes alguns centros urbanos de origem romana, tais como Dorchester e Winchester, esta última alçada a capital do reino por Alfredo em 871, bem como novos burhs como Wallingford.

Há indícios de que a sucessão real não era estritamente hereditária. O candidato mais forte das famílias importantes era eleito ou exercia seu controle mediante a força. As disputas internas causadas por este sistema podem ter adiado a formação de Wessex como um reino.

A fronteira setentrional do reino era provavelmente o rio Tâmisa; o coração do país constituía-se do que são hoje os condados de Hampshire, Wiltshire, Dorset, Somerset e Berkshire.

Em 1999, o Príncipe Eduardo recebeu o título de Conde de Wessex e Visconde Severn, em homenagem ao seu casamento com Sophie Rhys-Jones (agora Condessa de Wessex). O título não era usado há mais de 900 anos—o último conde, o Rei Haroldo, foi morto na batalha de Hastings em 1066.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Reinos antigos da Inglaterra
Ânglia Oriental
Essex
Kent
Mércia
Nortúmbria
Sussex
Wessex