Relógio de pêndulo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Exemplo de relógio de pêndulo

Relógio de pêndulo é um mecanismo para medida do tempo baseado na regularidade da oscilação (isocronismo) de um pêndulo.

A regularidade no movimento de um pêndulo foi estudada por Galileu Galilei no século XVI[1] , mas a invenção do relógio de pêndulo é atribuída a Christiaan Huygens em 1656, na cidade de Haia, Holanda[2] . A fabricação começou em 1657 por obra de artesãos holandeses e teve rápida difusão.

Atualmente, a partir e do século XX, este instrumento foi superado em precisão pelo relógio a quartzo e depois pelo relógio atômico, mas continua a ter certo emprego pelo seu valor estético e artístico.

Para um relógio de pêndulo ser um medidor de tempo preciso, a amplitude do movimento deve ser mantida constante apesar de as perdas por atrito afetarem todo o sistema mecânico, Variações na amplitude, tão pequenas quanto 4° ou 5°, fazem um relógio adiantar cerca de 15 segundos por dia, o que não é tolerável mesmo num relógio caseiro. Para manter constante a amplitude é necessário compensar com um peso ou mola, fornecendo energia automaticamente, compensando as perdas devidas ao atrito.

Referências

  1. VAN HELDEN, Al (1995). The Galileo Project (em inglês) Rice University. Página visitada em 26 de julho de 2009.
  2. YODER, Joella G. Unrolling Time: Christiaan Huygens and the Mathematization of Nature. Cambridge: Cambridge University Press, 2004. ISBN 9780521524810 (em inglês)

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Relógio de pêndulo
Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.