Relação sinal-ruído

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde abril de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Relação sinal-ruído ou razão sinal-ruído (frequentemente abrevida por S/N ou SNR, do inglês, signal-to-noise ratio) é um conceito de telecomunicações, também usado em diversos outros campos que envolvem medidas de um sinal em meio ruidoso, definido como a razão da potência de um sinal e a potência do ruído sobrepôsto ao sinal.

Em termos menos técnicos, a relação sinal-ruído compara o nível de um sinal desejado (música, por exemplo) com o nível do ruído de fundo. Quanto mais alto for a relação sinal-ruído, menor é o efeito do ruído de fundo sobre a detecção ou medição do sinal.

Definição técnica[editar | editar código-fonte]

Em telecomunicações, a relação sinal-ruído é um termo para a razão entre as potências de um sinal contendo algum tipo de informação e o ruído de fundo:


\mathrm{SNR} = {P_\mathrm{sinal} \over P_\mathrm{ruido}} = \left ( {A_\mathrm{sinal} \over A_\mathrm{ruido} } \right )^2

onde P é a potência média e A é o valor quadrático médio (RMS) da amplitude. As potências (ou amplitudes) tanto do sinal, quanto do ruído devem ser medidas no mesmo ou em pontos equivalentes em um mesmo sistema, e dentro de uma mesma largura de banda.

Definição informal[editar | editar código-fonte]

A expressão "relação sinal-ruído" também é utilizada em alguns círculos para descrever a qualidade de uma conversa. Se, por exemplo, a relação sinal-ruído de uma lista de discussão for baixa, isso significa que suas mensagens têm pouca qualidade.

Ver também[editar | editar código-fonte]