Relações entre Brasil e Cuba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Relações entre Brasil e Cuba
Bandeira do Brasil   Bandeira de Cuba
Mapa indicando localização do Brasil e de Cuba.
  Brasil
  Cuba


As relações entre Brasil e Cuba são as relações diplomáticas entre a República Federativa do Brasil e a República de Cuba. Estas foram classificadas como "excelentes" em maio de 2008 no encontro dos Ministros das Relações Exteriores.[1] Em janeiro de 2008, o ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva visitou Cuba, e expressou o desejo de que Cuba torne-se o "parceiro número um" do Brasil.[1]

O ex-presidente cubano Fidel Castro e o ex-presidente brasileiro Lula conversando em setembro de 2003.

História[editar | editar código-fonte]

As relações diplomáticas foram estabelecidas em 1906, no período histórico brasileiro denominado como República Velha. O Brasil reconheceu o governo de Fidel Castro, formado após a Revolução Cubana em 1959, e se absteve na votação que expulsou Cuba da Organização dos Estados Americanos em 1962. Em 1964, houve o rompimento das relações devido ao golpe de estado no Brasil, sendo restabelecidas em 14 de junho de 1986, após a redemocratização brasileira.[2]

Comércio[editar | editar código-fonte]

O comércio entre os dois países cresceu 58% no período de abril de 2007 a abril de 2008.[3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b QUINTERO, Marina Menéndez (31 de maio de 2008 às 19:29:39). Cuba-Brazil Relations Get New Impulse (em inglês). Visitado em 7 de fevereiro de 2009.
  2. http://www.itamaraty.gov.br/temas/temas-politicos-e-relacoes-bilaterais/america-central/cuba/pdf
  3. ACN -- Cuban News Agency. Brazil Wants to Be Cuba's Number-One Trade Partner (em inglês). Visitado em 7 de fevereiro de 2009.

Predefinição:Relações exteriores de Cuba

Ícone de esboço Este artigo sobre relações exteriores é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.