Relações entre Irã e Líbano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Relações entre Irã e Líbano
Bandeira do Irã   Bandeira do Líbano
Mapa indicando localização do Irã e do Líbano.
  Irã


As relações entre Irão (português europeu) ou Irã (português brasileiro) e Líbano são as relações diplomáticas estabelecidas entre a República Islâmica do Irã e a República Libanesa.

Os dois países têm dado prosseguimento a uma relação positiva desde a Revolução Iraniana, em 1979. Após a formação da república islâmica, a elite revolucionária do Irã, incluindo o aiatolá Khomeini, começou a estender a mão à comunidade xiita no Líbano, oferecendo apoio financeiro e religioso. A presença e a influência do Irã no Líbano se expandiu drasticamente em 1982, quando os iranianos enviaram cerca de 1.000 membros do Exército dos Guardiães da Revolução Islâmica (IRGC) ao vale do Beqaa em resposta à invasão israelense do Líbano.

O Irã forneceu treinamento militar às milícias xiitas libanesas, e foi a "força propulsora" por trás da formação do Hezbollah, além de ter sido o principal patrocinador externo do Hezbollah no fornecimento de dinheiro, armas e apoio militar. O Hezbollah é conhecido por ter organizado e executado diversos atentados terroristas contra interesses norte-americanos no exterior.[1]

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre relações exteriores é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.